Finanças

Bolsas de Nova York fecham em alta, puxadas por ações de tecnologia e energia

As bolsas de Nova York fecharam em alta nesta quarta-feira, 22, puxadas por ações dos setores de tecnologia e energia, em um movimento de recuperação após os impactos do colapso nos preços do petróleo. O otimismo também foi impulsionado pela aprovação na terça de um novo pacote fiscal pelo Senado dos Estados Unidos e por perspectivas de relaxamento nas quarentenas impostas para conter a pandemia de coronavírus.

O índice Dow Jones subiu 1,99%, a 23.475,82 pontos, o S&P 500 ganhou 2,29%, a 2.799,31 pontos e o Nasdaq avançou 2,81%, a 8.495,38 pontos. No S&P 500, o subíndice do setor de tecnologia liderou as altas (+3,87%), seguido pelo do setor de energia (+3,58%).

Governo não tem previsão de venda de participação da BNDESpar nos próximos meses

Petróleo fecha em alta e WTI sobe 19%, em movimento de recuperação

“As ações se recuperam do movimento de venda de terça-feira”, avaliam analistas da LPL Financial. “Os mercados globais estão em alta, já que o petróleo se estabilizou um pouco após a queda histórica”, acrescenta a corretora americana, em relatório.

Na segunda-feira, o petróleo foi negociado abaixo de US$0 pela primeira vez na História, em meio a um descompasso entre oferta e demanda que fez com que os investidores liquidassem o contrato do WTI para maio, para evitar a entrega física do produto. Nesta quarta, no entanto, a commodity energética encontrou espaço para recuperação.

O maior apetite por risco no mercado nesta quarta foi impulsionado, também, pela aprovação de um pacote fiscal de US$ 480 bilhões no Senado americano para ajudar pequenas empresas e hospitais, em meio aos impactos do coronavírus.

Segundo o analista Boris Schlossberg, do BK Asset Management, os investidores também estão começando a precificar uma perspectiva de reabertura das economias em meados de maio. “Os mercados estão claramente antecipando uma recuperação rápida”, diz Schlossberg. Para ele, no entanto, o “entusiasmo é equivocado” e a pandemia deve ter impacto econômico “duradouro”.

Entre as ações de empresas importantes negociadas em NY, Microsoft subiu 3,40%, Apple avançou 2,88% e Chevron ganhou 3,43%. Os papéis da Delta Airlines, no entanto, caíram 2,73%, após a companhia aérea registrar o primeiro prejuízo líquido em cinco anos. A AT&T, por sua vez, registrou baixa de 1,34%, após frustrar em lucro e receita e suspender guidance para 2020.

Veja também

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?