Finanças

Bolsas da Europa sobem ainda repercutindo melhora nas relações entre EUA e China

Os mercados acionários europeus encerraram o pregão desta sexta-feira em alta, ainda repercutindo o que foi interpretado como uma melhora nas relações entre Estados Unidos e China, que se enfrentam em uma guerra comercial. Diante do cenário, o índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,49%, aos 388,00 pontos. Na comparação semanal, no entanto, houve queda de 1,26%.

Investidores das bolsas europeias encararam com otimismo os relatos de que EUA e China devem retomar as negociações comerciais em 10 de outubro, conforme relatou na quinta-feira a CNBC. O ânimo superou as incertezas envolvendo a abertura do processo de impeachment do presidente americano, Donald Trump. Informações extraoficiais, ao fim do pregão europeu, de que a Casa Branca cogita impor limites a fluxos de investimentos dos EUA para a China, também não contiveram o fôlego do mercado acionário local. “Há otimismo em relação à possibilidade de um acordo comercial EUA-China”, diz o BBVA, em relatório divulgado a clientes.

O índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, encerrou o dia em alta de 0,36%, aos 5.640,58 pontos, com as ações do Deutsche Bank se fortalecendo 1,88%. Na comparação semanal, no entanto, houve queda de 0,70%. A alta do dia veio apesar da divulgação do índice de sentimento econômico da zona do euro, que caiu de 103,1 em agosto para 101,7 em setembro, atingindo o menor patamar desde fevereiro de 2015.

O indicador, publicado pela Comissão Europeia, mede a confiança de setores corporativos e dos consumidores e frustrou analistas consultados pelo Wall Street Journal, que previam queda marginal a 103.

Ações do setor bancário, tal como em Frankfurt, se fortaleceram na bolsa de Londres, onde o índice FTSE 100 subiu 1,02%, para 7.426,21 pontos, com avanço semanal de 1,11%. Por lá, o Lloyds Banking se fortaleceu 2,52% e o Barclays, 1,19%. O índice FTSE MIB, da bolsa de Milão, encerrou o dia com 0,32% de crescimento, aos 22.017,40 pontos, mas queda semanal de 0,48%.

Na bolsa de Paris, o índice CAC 40 subiu 0,36%, para 5.640,58 pontos; na semana, contudo, houve queda de 0,88%. A fabricante de microchips STMicroelectronics, sempre impactada com notícias envolvendo a guerra comercial, encontrou espaço para fechar em alta de 1,40% nesta sexta-feira.

O índice Ibex 35, da bolsa de Madri, fechou em alta de 0,60%, para 9.184,10 pontos, e alta de 0,06% na comparação semanal. Já o índice PSI 20, da bolsa de Lisboa, subiu 0,57%, para 4.934,28 pontos, com queda semanal de 1,64%.