Finanças

Bolsas da Europa fecham sem direção em meio a noticiário sobre Brexit

As principais bolsas europeias fecharam nesta quinta-feira, 12, sem sinalização única, em meio a notícias de que as negociações sobre o Brexit atingiram um impasse. Os relatos fizeram a libra perder valor ao longo do dia, beneficiando as ações de multinacionais listadas em Londres. Como resultado, o índice FTSE-100 encerrou em novo recorde de alta, aos 7.556,24 pontos (+0,30%).

“O direcionamento bullish foi atingido por razões erradas, uma vez que a queda da libra por causa da negociação do Brexit ajudou a bolsa”, afirmou o analista David Madden, da CMC Market UK, em nota.

Esta semana, os negociadores da União Europeia e do Reino Unido se reuniram em Bruxelas, mas não obtiveram avanços. Segundo o representante europeu, Michel Barnier, apesar do “espírito construtivo”, “nós ainda não demos nenhum passo adiante”. Segundo o negociador, as conversas estão em um impasse, inclusive sobre a questão da multa que Londres terá que pagar por sair da UE.

Os demais mercados encerraram próximos da estabilidade, em meio a notícias como o relatório da Agência Internacional de Energia (AI), para quem a alta dos estoques globais e da produção de não-membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) devem pesar sobre os preços da commodity. Isto afetou as negociações como a da francesa Total, que baixou 0,40%, e da italiana Eni, que cedeu 0,43%. O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta marginal de 0,03%, aos 390,28 pontos.

Em Paris, o índice CAC-40 fechou em queda de 0,03%, aos 5.360,81 pontos. Em Frankfurt, o DAX subiu 0,09%, aos 12.982,89 pontos. Em Milão, o FTSE-Mib cedeu 0,68%, aos 22.398,51 pontos. Em Madri, o Ibex-35 recuou 0,02%, aos 10.275,90 pontos. Em Lisboa, o PSI-20 avançou 0,33%, aos 5.457,15 pontos.