Finanças

Bolsas da Europa fecham mistas, com investidor de olho em estímulos e no Brexit

Os mercados acionários europeus encerraram o pregão desta segunda-feira sem direção única, com investidores de olho em possíveis estímulos monetários, nos próximos dias, e no Brexit, cujo impasse segue. Diante disso, o índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou o dia em queda de 0,26%, aos 385,90 pontos.

O otimismo do mercado com a possibilidade de estímulos econômicos para a zona do euro, que devem ser anunciados na próxima quinta-feira, após a reunião de política monetária do Banco Central Europeu (BCE), ajudou a fortalecer a principal economia da União Europeia. O índice DAX, da bolsa de Frankfurt, encerrou o dia em alta de 0,28%, aos 12.226,10 pontos. Frente à menor busca por segurança, que deu força aos juros dos bunds alemães, os papéis do Deutsche Bank subiram 3,01%.

Também deu suporte ao mercado acionário alemão a divulgação de que o país registrou superávit comercial de 20,2 bilhões de euros em julho, alta de 20,2% em relação ao mês anterior.

Ainda sobre o pacote de estímulos monetários, o Western Union, em relatório divulgado a clientes, coloca que o foco dos mercados internacionais nesta semana está na reunião do BCE, que, de acordo com a instituição, “deve oferecer uma dose a mais de estímulo, com o bloco oscilando em recessão”.

A tendência de alta no setor bancário também foi verificada na bolsa de Milão, cujo índice FTSE MIB subiu 0,19%, para 21.989,73 pontos. Por lá, os papéis do Bper Banca se fortaleceram em 3,38% e os do Intesa Sanpaolo, em 1,67%.

Já a bolsa de Londres repercutiu as incertezas envolvendo o Brexit. Hoje, a rainha Elizabeth II deu assentimento real ao projeto costurado pela oposição no Parlamento para barrar um Brexit sem acordo em 31 de outubro. Na capital do Reino Unido, o índice FTSE 100 recuou 0,64%, para 7.235,81 pontos. A libra forte ante o dólar ajudou a pressionar os papéis de exportadoras. Só a Unilever recuou 2,45%.

Em Paris, o índice CAC 40 fechou a segunda-feira em queda de 0,27%, para 5.588,95 pontos. O Société Générale subiu 4,10%; entre as montadoras, a Peugeot avançou 3,48% e a Renault, 2,25%.

O índice Ibex 35, da bolsa de Madri, encerrou o dia em alta de 0,23%, para 9.010,60 pontos, enquanto o índice PSI 20, da bolsa de Lisboa, fechou em queda de 0,05%, para 4.966,25 pontos.