Finanças

Bolsas da Europa fecham em queda, pressionadas por dado da indústria dos EUA

As bolsas europeias fecharam em queda nesta terça-feira. Os índices chegaram a subir durante parte do pregão, com certo otimismo sobre as negociações comerciais entre Estados Unidos e China. Mais para o fim do dia, contudo, um dado fraco da indústria dos Estados Unidos diminuiu o apetite por risco e as praças inverteram o sinal, com investidores atentos também ao noticiário sobre o processo de saída do Reino Unido da União Europeia (Brexit).

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em baixa de 1,31%, em 387,99 pontos.

Declarações otimistas de autoridades do governo americano sobre o diálogo com a China apoiavam o bom humor na Europa no início do dia, mesmo após alguns dados fracos. O índice de gerentes de compras (PMI) industrial da zona do euro caiu de 47,0 em agosto a 45,7 em setembro, na mínima desde outubro de 2012. Na Alemanha, o PMI da indústria também recuou. No Reino Unido o mesmo dado mostrou alta, mas ainda seguindo abaixo da marca de 50 pontos, o que indica contração da atividade.

O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da zona do euro subiu 0,9% em setembro, na comparação anual, desacelerando da alta de 1,0% de agosto. Com isso, o CPI atingiu a mínima desde novembro de 2016 e ficou ainda mais distante da meta de quase 2% do Banco Central Europeu (BCE). Se o sinal é negativo na economia, por outro lado ele reforça a expectativa de que o BCE possa ter de agir mais no futuro para apoiar a economia.

A bolsa de Londres fechou em queda de 0,65%, em 7.360,32 pontos. O noticiário do Brexit seguiu no radar, com a expectativa de que a proposta para a saída da UE seja enviada ao bloco nesta quarta-feira. Houve rumores de que o bloco poderia fazer concessões a Londres para se buscar um acordo, mas ainda nada oficial.

Frankfurt registrou baixa de 1,32%, a 12.263,83 pontos, fechando na mínima do dia. Paris cedeu 1,41%, a 5.597,63 pontos.

Em Milão, o índice FTSE-MIB fechou em queda de 0,81%, em 21.927,57 pontos, também na mínima do dia. Em Madri, o índice IBEX-35 recuou 0,85%, a 9.165,90 pontos, e em Lisboa o PSI-20 caiu 0,50%, a 4.948,99 pontos.