Finanças

Bolsas da Europa fecham em alta, em dia de liquidez reduzida e ata do BCE

Após fechamento misto ontem, a maioria das bolsas europeias encerrou em alta nesta quinta-feira, 25. A exceção foi a de Milão. Em dia de liquidez reduzida, com os mercados dos Estados Unidos fechados devido ao feriado do Dia de Ação de Graças, o foco dos investidores esteve na divulgação da ata da mais recente reunião de política monetária do Banco Central Europeu (BCE). O documento destacou que as pressões nos preços são mais persistentes do que o projetado, mas a recuperação segue forte, ainda que tenha perdido um pouco de fôlego recentemente.



Nesse cenário, o índice pan-europeu Stoxx 600 subiu 0,42%, a 481,72 pontos. O FTSE 100, da Bolsa de Londres, avançou 0,33%, a 7.310,37 pontos, o CAC 30 teve ganho de 0,48% em Paris, a 7.075,87 pontos, e o Ibex 35 registrou alta de 0,56% em Madri, a 8.840,90 pontos.

Na contramão, o índice FTSE MIB, da Bolsa de Milão, caiu 0,04%, a 27.098,83 pontos, pressionado pelas ações da Telecom Italia, que recuaram 2,65%.

“Numa sessão bastante moderada, os mercados europeus subiram modestamente, com a ausência dos mercados dos EUA devido ao Dia de Ação de Graças mantendo a volatilidade”, destaca o analista-chefe de mercados da CMC, Michael Hewson. Ele, contudo, ressalta que a expectativa sobre como o novo governo da Alemanha vai lidar com a piora da pandemia na região continua no radar do mercado. Hoje, contudo, a preocupação com o crescente número de casos de covid-19 no continente foi deixada de lado pelos investidores.

Em relação à ata do BCE, o banco Morgan Stanley avalia que o Conselho da instituição segue com a visão de que a recente escalada da inflação na zona do euro é temporária. Para o banco americano, o documento mostrou que é “implausível” esperar uma alta da taxa básica de juros em 2022. “Isso, por sua vez, aumenta a probabilidade de um acordo sobre uma desaceleração suave, em vez de abrupta, nas compras de ativos no próximo ano”, ressalta o banco.



Mais cedo, foi divulgada também nova leitura do Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha no terceiro trimestre e também o índice de confiança do consumidor no país, que recuou mais do que o previsto. Os temores com o avanço da covid no Velho Continente e novas restrições sendo adotadas pelos países continuam pressionando os dados de atividade. Hoje a Alemanha superou a marca de 100 mil mortos pela doença, na contagem oficial.

Mesmo nesse cenário, o DAX, da Bolsa de Frankfurt, após queda de ontem, fechou em alta de 0,25%, a 15.917,98 pontos. Na Bolsa de Lisboa, o PSI 20 subiu 0,69%, a 5.560,44 pontos.


Veja também
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Motorista deixa carro Tesla no piloto automático e dorme em rodovia de SP
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Lago Superior: a melhor onda de água doce do mundo?

Tópicos

bolsas Europa