Finanças

Bolsas da Europa fecham em alta com otimismo por vacina e setor de viagens

As Bolsas da Europa fecharam em alta nesta quinta-feira, 26, mais uma vez reagindo ao otimismo em relação ao desenvolvimento de uma vacina contra a Covid-19. Sinais incipientes de recuperação da economia também impulsionaram os negócios, levando o índice intercontinental Stoxx 600 a encerrar com ganho de 1,08%, a 348,92 pontos.

Entre os destaques, o subíndice de viagens e lazer saltou 6,94%, após a Associação Internacional de Transportes Aéreos (Iata, na sigla em inglês) estimar que o volume de ajuda financeira de governos ao setor de aviação já soma US$ 123 bilhões. O prospecto fez com que as ações de aéreas fechassem com forte alta por todo o continente.

Em Londres, o papel da IAG, que controla Iberia e British Airways, disparou 22,54%, enquanto o índice FTSE 100 avançou 0,87%, a 6.067,76 pontos. Por lá, investidores acompanham ainda os desdobramentos da crise política no gabinete do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson. O principal assessor do premiê, Dominic Cummings, enfrenta duras críticas por ter furado a quarentena e viajado 400 quilômetros de Londres ao nordeste da Inglaterra.

Apesar disso, pesou mais no mercado ao anúncio da empresa americana de biotecnologia Novavax de que iniciou o primeiro estudo em humanos de sua vacina experimental contra o coronavírus. Segundo o Swissquote, os índices acionários têm respondido a notícias positivas sobre a pandemia, entre elas a queda no número de novos casos.

“O principal risco para a recuperação a médio prazo é uma segunda onda de contágio, que pode ameaçar os negócios já enfraquecidos. Todas as outras preocupações, incluindo as tensões EUA-China, são reduzidas e não devem ter um impacto significativo na melhoria constante do apetite ao risco global”, avalia a instituição, em relatório enviado a clientes.

Na Bolsa de Frankfurt, o DAX avançou 1,0%, a 11.504,65 pontos. Na Alemanha, o índice de confiança do consumidor subiu da mínima histórica de -23,1 pontos em maio para -18,9 pontos em junho, segundo projeção divulgada nesta terça-feira pelo instituto GFK.

Em Paris, o índice CAC 40 subiu 1,46%, a 4.606,24 pontos. Na bolsa de Milão, o índice FTSE MIB registrou alta de 1,50%, a 17.860,46 pontos.

Em Madrid, o Ibex 35 ganhou 2,15%, a 7.003,90 pontos. Já o índice PSI 20, da bolsa de Lisboa, subiu 0,52%, a 4.299,31 pontos.

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história
+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão
+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!
+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia
+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League
+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança