Finanças

Bolsas da Europa fecham em alta, com foco em dados, petróleo e BCE

As bolsas europeias fecharam com ganhos nesta quinta-feira, 25, com investidores atentos a indicadores dos dois lados do Atlântico, ao movimento do petróleo e sua consequente influência em papéis do setor de energia e também na ata e em uma medida do Banco Central Europeu (BCE).

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,72%, em 359,74 pontos.

+ Bolsas asiáticas fecham em baixa, influenciadas por múltiplos fatores negativos
+ Bolsas de NY fecham em queda, com covid-19 nos EUA e atritos no comércio 

Os mercados europeus tiveram abertura negativa, mas ganharam fôlego e passaram a subir após o BCE anunciar a criação de um instrumento de acordo de recompra (repo) para fornecer liquidez em euros a bancos centrais fora da zona do euro, em meio à crise da covid-19. O novo instrumento estará disponível até junho de 2021, informou o banco central.



Um tribunal alemão rejeitou nova queixa sobre o programa de relaxamento quantitativo (QE, na sigla em inglês) do BCE. Além disso, este banco central divulgou ata de sua última reunião de política monetária, renovando a prontidão dos dirigentes para adotar mais medidas, se necessário.

Para a Capital Economics, o BCE aproveitou a ata para dar um recado sobre a compra de ativos à Justiça alemã, mas a consultoria não descarta novos processos no país posteriormente sobre as medidas de estímulo e o papel do Bundesbank, o BC alemão, nelas.

Na agenda de indicadores, o índice GfK de confiança do consumidor alemão para julho subiu de -18,6 em junho a -9,6 em julho, quando analistas previam -15. Os índices alemães também foram apoiados por dados dos EUA, como o avanço acima do esperado nas encomendas de bens duráveis.

Entre setores, a ação da petroleira BP subiu 0,41% em Londres, Total avançou 0,80% em Paris e Iberdrola, 1,12% em Madri, em jornada positiva para o petróleo. Já no caso das ações em foco, Lufthansa subiu 7,08% em Frankfurt, após a notícia de que os acionistas da empresa concordariam com um pacote de ajuda de 9 bilhões de euros do governo alemão.

Executivo-chefe da empresa, Carsten Spohr previu “reestruturação pesada” à frente para a companhia aérea, que como todas do setor foi duramente abalada pela pandemia. Já Wirecard caiu 71,28%. A ação na verdade acabou suspensa pela Bolsa de Frankfurt e a companhia está entrando em processo de insolvência, após ter sido descoberta uma fraude bilionária nas contas dela.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 fechou em alta de 0,38%, a 6.147,14 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,69%, a 12.177,87 pontos e, em Paris, o índice CAC-40 avançou 0,97%, a 4.918,58 pontos.

Na Bolsa de Milão, o índice FTSE MIB subiu 0,37%, a 19.234,75 pontos.

Em Madri, o índice IBEX 35 avançou 1,04%, para 7.270,30 pontos.

Em Lisboa, o índice PSI 20 teve alta de 0,04%, a 4.373,86 pontos.

* Com informações da Dow Jones Newswires

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel