Finanças

Bolsas da Europa fecham em alta com dados fortes da indústria; Lisboa é exceção

Crédito: Pexels

O índice pan-europeu Stoxx 600 registrou ganho de 0,55%, aos 359,53 pontos (Crédito: Pexels)

As bolsas da Europa fecharam em alta nesta quarta-feira, à exceção de Lisboa, impulsionadas por dados mais fortes do que o esperado do setor industrial do continente. O índice pan-europeu Stoxx 600 registrou ganho de 0,55%, aos 359,53 pontos.

Embora o mau humor em Wall Street tenha contido os ganhos, e levado todas as principais praças europeias, exceto Londres, a fechar o pregão nas mínimas, a resiliência apresentada pela indústria europeia em dados divulgados hoje deu espaço para a tomada de risco.

+ Bolsa: instabilidade externa incomoda e mercado olha expectativa de novo imposto
+ Bolsas da Ásia fecham majoritariamente em alta, seguindo tom positivo de NY 

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) da indústria da zona do euro subiu de 51,7 em agosto para 53,7 em setembro, segundo a IHS Markt, maior nível em 25 meses, superando a previsão de analistas, de 51,9. A High Frequency Economics diz que os números não foram ideais, mas “mistos” na região, com recuo no setor de serviços.

Na Alemanha, o indicador da indústria foi de 52,2 para 56,6 no mesmo intervalo, também cima da projeção de 52,6. Com isso, o índice Dax, de Frankfurt, fechou ao dia em alta de 0,39%, aos 12.642,97 pontos.

No Reino Unido, o PMI composto recuou a 55,7 em setembro, mais do que o previsto, mas o PMI industrial caiu menos do que o esperado. Após os dados mistos, a bolsa londrina ganhou força. O índice FTSE 100 fechou em alta de 1,20%, em 5.899,26 pontos. A Capital Economics diz em relatório que, apesar do ganho de hoje, uma segunda onda da covid-19 e os riscos de falta de acordo com a União Europeia no Brexit têm pressionado a Bolsa de Londres.

Em Paris, o índice CAC 40 subiu 0,62%, a 4.802,26 pontos. Société Générale caiu 1,18% e BNP Paribas, 2,37%, entre os bancos franceses.

O índice FTSE MIB, da Bolsa de Milão, avançou 0,18%, a 18.929,89 pontos. Tiscali foi o papel mais negociado, em alta de 2,06%, mas Intesa Sanpaolo caiu 1,80%.

Na Bolsa de Madri, o índice IBEX registrou alta de 0,08%, a 6.654,20 pontos. Santander teve baixa de 1,46%, mas Nyesa Valores avançou 7,14, entre as ações mais negociadas. Em Lisboa, por fim, o índice PSI 20 recuou 0,84%, a 4.087,51 pontos.

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?