Finanças

Bolsas da Europa fecham em alta, com balanços e ação da China para conter vírus

As bolsas da Europa fecharam em alta nesta quarta-feira, 29, com números positivos de companhias como o Banco Santander, em balanço corporativo divulgado hoje. A notícia de que a China está agindo rapidamente para conter o surto de coronavírus afastou momentaneamente a aversão ao risco, apesar do avanço do novo vírus para 15 outros países. O índice pan-europeu Stoxx encerrou o dia em alta de 0,44%, a 419,41 pontos.

Na Bolsa de Londres, o índice FSTE 100 encerrou o dia em alta de 0,04%, a 7.483,57 pontos. O índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, por sua vez, avançou 0,66%, a 13.345,00 pontos. Destaque para Lufthansa, que anunciou suspensão de algumas rotas para China até 9 de fevereiro. As ações da companhia subiram 1,21%. Outras companhias, como American Airlines a British Airways, também decidiram suspender voos para a China.

Os mercados europeus encontraram espaço para ganhos desde a abertura dos negócios, com boas notícias corporativas. Durante a madrugada brasileira, o Santander divulgou lucro no quarto trimestre de 2019, que ficou 35% maior que o ganho de igual período do ano anterior e acima do consenso de analistas consultados pela FactSet. Em Madri, as ações da empresa se valorizaram 4,41%. O índice Ibex 35, da Bolsa de Madri, encerrou o dia com ganho de 0,66%, a 9.546,70 pontos.

Os investidores também acompanharam com bom humor a divulgação de um indicador que veio da Alemanha, o índice de confiança do consumidor, pelo instituto GFK. Ainda antes da abertura local, foi informado que o índice subiu de 9,7 pontos em janeiro para 9,9 pontos na pesquisa de fevereiro, surpreendendo economistas, que previam recuo a 9,6.

Mesmo com avanço nos casos de coronavírus, com 132 mortes e mais de 6 mil casos de contágio na China, os sinais de que autoridades da nação asiática agem rapidamente para conter o surto ajudaram a sustentar o bom humor no mercado acionário do Velho Continente.

Mesmo assim, analistas falam em impacto do novo vírus para o PIB da China. A Wells Fargo estima que a economia do país asiático deve crescer este ano 5,8%, abaixo dos 5,9% estimados antes do surto. “Com restrições de viagem ao redor do ano-novo Lunar, os dados da atividade econômica da China também podem ser afetados. Os desenvolvimentos são extremamente fluidos e as incertezas quanto à gravidade do vírus permanecem”, aponta a instituição.

Em Paris, o índice CAC 40, fechou com ganho de 0,49%, 5.954,89 pontos. O índice FTSE MIB, da Bolsa de Milão, encerrou o dia em alta de 0,57%, a 24.164,73 pontos, e o PSI 20, da Bolsa de Lisboa, fechou em alta de 0,31%, a 5.259,35 pontos.

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?