Finanças

Bolsas da Ásia fecham na maioria em alta, após balança comercial da China

As bolsas da Ásia fecharam na maioria em alta nesta sexta-feira, beneficiadas por números em geral positivos da balança comercial da China. As importações da potência asiática avançaram 18,7% em setembro na comparação anual, acima da expectativa de alta de 15% dos analistas, o que beneficiou as praças asiáticas em geral. As exportações chinesas cresceram pelo sétimo mês consecutivo, em alta anual de 8,1%, embora neste caso abaixo da previsão de avanço de 10% dos economistas ouvidos pelo Wall Street Journal.

Na Bolsa de Tóquio, o índice Nikkei fechou em alta de 0,96%, em 21.155,18, com papéis do setor de varejo em destaque. Continuou a influir o otimismo dos investidores com as eleições parlamentares previstas para neste mês no país, diante da expectativa de resultado forte do partido do primeiro-ministro Shinzo Abe.

Na China, a Bolsa de Xangai fechou com ganho de 0,13%, em 3.390,52 pontos, e a de Shenzhen avançou 0,7%, a 2.036,81 pontos. Autoridades chinesas continuaram a atuar para conter a volatilidade, antes do Congresso do Partido Comunista na próxima semana, um importante evento político para o país. Com isso, os volumes recuaram a 458,2 bilhões de yuans (US$ 70 bilhões), no patamar mais baixo desta semana. Reguladores restringiram grandes vendas de ações e usaram fundos estatais para intervir no mercado e limitar os movimentos das ações, especialmente das maiores companhias, mas os papéis de empresas menores se destacaram, lideradas pelas áreas de proteção ambiental e energia renovável.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng fechou em alta de 0,06%, em 28.476,43 pontos. O destaque ficou por conta da seguradora AIA, que avançou 1,5% antes de divulgar seu balanço relativo ao terceiro trimestre. Cathay Pacific avançou 4% e a AAC, fornecedora da Apple, teve ganho de 3,7%.

Uma exceção na Ásia foi a Bolsa de Seul, onde o índice Kospi fechou em baixa de 0,05%, a 2.473,62 pontos. O Kospi, porém, ainda assim registrou o maior avanço semanal em 20 meses, de 3,3%, e em todo o ano de 2017 sobe 22,07%.

Em Taiwan, o índice Taiex se recuperou nos 45 minutos finais do pregão para atingir sua nona alta consecutiva e novo recorde de fechamento em 27 anos. O Taiex subiu 0,2%, a 10.724,09 pontos, com a maior parte das ações do setor financeiro em leve alta. Nas Filipinas, o índice PSEi avançou 0,54% na Bolsa de Manila, para 8.447,94 pontos.

Na Oceania, na Bolsa australiana o índice S&P/ASX 200 subiu 0,34%, a 5.814,20 pontos em Sydney. A ação da BHP Billiton subiu 0,57% e a da Rio Tinto ganhou 0,59%, entre as mineradoras.