Finanças

Bolsas da Ásia fecham mistas, de olho em acordo EUA-China e indicadores chineses

As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta segunda-feira, com as chinesas reagindo positivamente ao anúncio de um acordo comercial preliminar sino-americano e a dados domésticos melhores do que o esperado e outros mercados da região demonstrando cautela e realizando lucros de ganhos recentes em meio à falta de detalhamento do aguardado pacto.

Nos negócios da China continental, o Xangai Composto subiu 0,56% hoje, a 2.984,39 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 1,56%, a 1.686,41 pontos.

Na sexta-feira (13), EUA e China anunciaram que chegaram a um acordo comercial de “fase 1”, pelo qual Pequim concordou em comprar bilhões de dólares em produtos agrícolas americanos e Washington desistiu de impor novas tarifas a bens chineses no fim de semana, como estava programado.

Analistas, porém, questionam se o acordo irá de fato encerrar a disputa comercial sino-americana que se arrasta desde meados do ano passado, uma vez que ainda não foram publicados detalhes do acerto. A previsão é que as duas maiores economia do mundo assinem o pacto na primeira semana de janeiro.

Já na madrugada desta segunda, a China divulgou números de indústria e de consumo que superaram as expectativas. Em novembro ante igual mês de 2018, a produção industrial chinesa avançou 6,2% e as vendas no varejo cresceram 8%. Economistas previam ganhos menores, de 5% e 7,6%, respectivamente. Os investimentos em ativos fixos em áreas urbanas do país, por sua vez, aumentaram 5,2% no acumulado de janeiro a novembro ante o mesmo intervalo do ano passado, como se previa.

Em outras partes da Ásia, o índice acionário japonês Nikkei caiu 0,29% em Tóquio hoje, a 23.952,35 pontos, o Hang Seng recuou 0,65% em Hong Kong, a 27.508,09 pontos, e o sul-coreano Kospi teve leve baixa de 0,10% em Seul, a 2.168,15 pontos, mas o Taiex registrou modesto avanço de 0,10% em Taiwan, a 11.939,77 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana teve o maior ganho diário em cerca de seis meses, na esteira do acordo entre EUA e China. O S&P/ASX 200 avançou 1,63% em Sydney, a 6.849,70 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.