Finanças

Bolsas da Ásia fecham majoritariamente em baixa, após tombo em Wall Street



As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em baixa nesta quinta-feira, 19, seguindo fortes perdas em Wall Street. O índice acionário japonês Nikkei caiu 1,89% em Tóquio, a 26.402,84 pontos, enquanto o Hang Seng recuou 2,54% em Hong Kong, a 20.120,68 pontos, o sul-coreano Kospi teve queda de 1,28% em Seul, a 2.592,34 pontos, e o Taiex registrou perda de 1,70% em Taiwan, a 16.020,32 pontos. Em Hong Kong, pesaram os papéis de gigantes de tecnologia chinesas, como Alibaba (-7,39%) e Tencent (-6,51%).

Na quarta-feira, as bolsas de Nova York sofreram tombos de até mais de 4%, arrastadas em parte por grandes varejistas cujos balanços sentiram os impactos da elevada inflação nos EUA, que alimenta expectativas de agressivo aperto monetário nos próximos meses.

Na China continental, os mercados driblaram o mau humor do restante da Ásia e tiveram ganhos moderados, mantendo o padrão de variações contidas desta semana. O Xangai Composto subiu 0,36%, a 3.096,96 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 0,58%, a 1.952,70 pontos.

Investidores, porém, seguem atentos à situação da covid-19 na China, que deu sinais de melhora em Xangai, mas levou a novos lockdowns em outras partes do país.



Na Oceania, a bolsa australiana acompanhou Wall Street e o viés negativo da região asiática. O S&P/ASX 200 caiu 1,65% em Sydney, a 7.064,50 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.