Finanças

Bolsas da Ásia fecham em queda, realizando lucros e com tensão entre EUA e China

Crédito: Pexels

Investidores estão atentos à tensão entre os Estados Unidos e a China (Crédito: Pexels)

As bolsas da Ásia encerraram a sessão desta segunda-feira, 30, em queda, realizando lucros do mês de novembro, bastante positivo para os mercados acionários globais, mas com investidores também atentos à tensão entre os Estados Unidos e a China. Segundo informa a Reuters, Washington deve adicionar novas companhias do país asiático à chamada lista de entidades, que dificulta o acesso a compradores norte-americanos. Com tudo isso, dados positivos da economia chinesa acabaram apenas monitorados.

Na bolsa de Tóquio, o índice Nikkei encerrou o dia em baixa de 0,79%, aos 26.433,62 pontos, enquanto em Seul, o índice Kospi cedeu 1,60%, aos 2.591,34 pontos, mínima do dia.

+ Estrangeiros põem R$ 30 bi na bolsa brasileira este mês
+ Bolsas de NY avançam no pós-feriado, com S&P 500 e Nasdaq batendo recordes

Já o índice Hang Seng, de Hong Kong, caiu 0,49%, para 3.391,76 pontos, também mínima do dia.

Entre outros mercados, na China continental, o índice composto de Xangai cedeu 0,49%, para 3.391,76 pontos, e o de Shenzhen caiu 0,15%, aos 13.670,11 pontos.

Na Oceania, na Bolsa de Sydney, o índice S&P/ASX 200 cedeu aos 1,26%, aos 6.517,80 pontos.

+ Jaguar Land Rover: a luta contra a falta de confiança dos consumidores

Neste último pregão de novembro, os mercados asiáticos realizaram parte dos lucros de um mês muito positivo para as bolsas globais, diante de boas expectativas para uma vacina contra a covid-19 e boa receptividade do secretariado em formação do presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden.

Colaborou ainda para as operações em baixa notícia de que o governo americano está prestes a adicionar a principal fabricante de chips da China, a SMIC, e a produtora de petróleo e gás offshore do país asiático CNOOC à chamada “lista de entidades”. A medida restringe acesso a investidores dos EUA.

Tudo somado, o avanço do índice de gerentes de compras (PMI) do setor industrial da China, de 51,4 em outubro para 52,1 em novembro, maior nível em três anos, ficou em segundo plano.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel