Finanças

Bolsas da Ásia fecham em forte baixa, com temores sobre Treasuries e inflação

Crédito: Wikipedia

Bolsa de Tóquio: índice Nikkei caiu 1,61% em Tóquio, a 29.671,70 pontos (Crédito: Wikipedia)

As bolsas asiáticas fecharam em forte baixa nesta quarta-feira, 24, em meio a temores sobre o recente aumento nos juros dos Treasuries, fator que pressiona ações que se valorizaram bastante nos últimos meses, e de possível disparada da inflação, que pode levar bancos centrais a rever suas políticas ultra-acomodatícias.

O índice Hang Seng liderou as perdas na Ásia, com queda de 2,99%, a 29.718,24 pontos, após o governo de Hong Kong revelar planos de elevar um imposto sobre negócios com ações, de 0,10% para 0,13%. Por outro lado, Hong Kong também anunciou um pacote fiscal de US$ 15,4 bilhões para ajudar o território a se recuperar da crise gerada pela pandemia de covid-19, que levou a economia local a contrair 6,1% no ano passado.

PIB (final) da Alemanha cresce 0,3% no 4º trimestre ante trimestre anterior

Já o índice Nikkei caiu 1,61% em Tóquio, a 29.671,70 pontos, na volta de um feriado no Japão, enquanto o sul-coreano Kospi recuou 2,45% em Seul, a 2.994,98 pontos, e o Taiex se desvalorizou 1,40% em Taiwan, a 16.212,53 pontos.



Na China continental, o Xangai Composto teve baixa de 1,99%, a 3.564,08 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto registrou perda similar, de 2,03%, a 2.347,28 pontos.

O avanço recente dos juros dos Treasuries de mais longo prazo tem pressionado ações que acumulam forte valorização, como as de tecnologia. Desde a semana passada, o juro da T-note de 10 anos tem se mantido nos maiores níveis em 12 meses. Há preocupações também de que uma eventual aceleração dos preços leve o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) e outros BCs a começar a normalização de suas políticas.

A aversão a risco predominou hoje na Ásia apesar de o presidente do Fed, Jerome Powell, ter reafirmado ontem, em depoimento no Senado americano, que não vê necessidade de mudar sua atual política de juros muito baixos e agressivas compras de ativos. Powell disse ainda que a recente alta dos juros longos reflete a confiança do mercado na economia dos EUA e minimizou os riscos de aumento da inflação no país. Hoje, o presidente do Fed fala na Câmara dos Representantes.

Na Oceania, a bolsa australiana ficou igualmente no vermelho, influenciada também por balanços decepcionantes de empresas locais. O S&P/ASX 200 caiu 0,90% em Sydney, a 6.777,80 pontos. (Com informações da Dow Jones Newswires e Associated Press).

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km