Finanças

Bolsas da Ásia fecham em baixa significativa com temor gerado por vírus na China

As bolsas asiáticas encerraram o pregão desta quinta-feira com perdas significativas, lideradas pelas chinesas, em meio à disseminação de um novo tipo de coronavírus na China.

Nos negócios da China continental, o índice Xangai Composto caiu 2,75% hoje, a 2.976,53 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto teve queda de 3,45%, a 1.756,82 pontos. O forte movimento de desvalorização veio antes do feriado do ano-novo lunar chinês, período de uma semana que começa amanhã (24) e que manterá os mercados financeiros locais fechados.

O coronavírus, que teve início na cidade de Wuhan, na região central da China, já infectou mais de 570 pessoas e causou ao menos 17 mortes, segundo o jornal chinês Global Times. Casos da doença também foram registrados em outros países, inclusive nos EUA.

Como milhões de pessoas na China tradicionalmente viajam durante o feriado de ano-novo, há temores de que o coronavírus se dissemine ainda mais.

Nesta quinta, a Organização Mundial da Saúde (OMS) deverá decidir se o caso do coronavírus é ou não uma emergência de saúde global.

Em outras partes da Ásia, o japonês Nikkei recuou 0,98% em Tóquio hoje, a 23.795,44 pontos, o Hang Seng cedeu 1,52% em Hong Kong, a 27.909,12 pontos, e o sul-coreano Kospi caiu 0,93% em Seul, a 2.246,13 pontos. Em Taiwan, não houve negócios.

Na Oceania, a bolsa australiana também ficou no vermelho, pressionada por ações de construtoras. Depois de renovar máximas históricas em vários pregões recentes, o S&P/ASX 200 caiu 0,63% em Sydney hoje, a 7.088,00 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.