Finanças

Bolsas da Ásia fecham em baixa, de olho em covid na China e riscos de recessão

Crédito: Pixabay

Xangai: o índice Xangai Composto caiu 1,43% hoje, a 3.355,35 pontos (Crédito: Pixabay)



As bolsas asiáticas fecharam em baixa generalizada nesta quarta-feira, 6, em meio a temores renovados com a situação da covid-19 na China e a possibilidade de uma recessão mundial.

Na China continental, o índice Xangai Composto caiu 1,43% hoje, a 3.355,35 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 1,15%, a 2.207,20 pontos. No começo da semana, o governo chinês decretou lockdowns em regiões que tiveram aumento nos casos de covid, num momento em que bloqueios motivados pela doença vêm sendo removidos em Xangai.

Cancelamentos e atrasos de voos afetam aeroportos internacionais

“Embora investidores venham tentando precificar que o pior (da pandemia na China) já passou, qualquer leve avanço nos casos vai trazer à tona os riscos de restrições econômicas, o que levará à reversão de algumas apostas de alta”, comentou o estrategista de mercado do IG, Yeap Jun Rong.




Também pairam nos mercados globais preocupações de que a disparada da inflação e a tendência de aperto monetário levem a economia mundial a uma recessão. Esse fator derrubou as bolsas europeias e causou forte volatilidade em Wall Street ontem.

Em outras partes da Ásia, o índice japonês Nikkei teve queda de 1,20% em Tóquio nesta quarta, a 26.107,65 pontos, enquanto o Hang Seng caiu 1,22% em Hong Kong, a 21.586,66 pontos, o sul-coreano Kospi recuou 2,13% em Seul, a 2.292,01 pontos, e o Taiex cedeu 2,53% em Taiwan, a 13.985,51 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana também ficou no vermelho, com baixa de 0,52% do S&P/ASX 200 em Sydney, a 6.594,50 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.







Tópicos

ações achina vitória covid ações china ações china hoje ações china maior queda em 5 semanas ações china novas restrições xangai ações china ômicron ações China PMI ações china setores ações xangai ações xangais acordo paz guerra ucrânia ásia terça-feira 22 de junho blue chips China blue chips China 2022 bolsa ásia perdas recentes maio 2022 bolsa china bolsa china 2022 Bolsa china abril 2022 bolsa china atividade industrial março 2022 bolsa china covid volta da covid Bolsa china covid zero Bolsa china invasão ucrânia Bolsa china metaverso bolsa da china guerra ucrânia Bolsa Hong Kong bolsa japão bolsa pequim bolsa tókio bolsa xangai Bolsas Ásia bolsas ásia 9 de maio bolsas ásia ataque usina nuclear ucrânia Bolsas ásia BC chinês juros bolsas ásia estímulo governo china Bolsas ásia estímulos china bolsas ásia evergrande Bolsas ásia Fed Federal Reserve bolsas ásia feriado na china Bolsas ásia ganho wall street Bolsas ásia impacto ômicron bolsas ásia novo surto covid 2022 Bolsas ásia ômicron bolsas ásia países bolsas ásia pib China 1º trimestre bolsas ásia PIB da China março bolsas ásia ressurgimento pandemia china bolsas ásia superquarta bolsas ásia surto de covid china 2022 bolsas ásia tombo Nova York bolsas ásias covid melhora china Bolsas asiáticas 2022 Bolsas china Bolsas china avanço consumo indústria Bolsas china blue chips Bolsas china covid bolsas china segmento automotivo Bolsas china setor imobiliário Bolsas china surto coronavírus 2022 bolsas da ásia avanço das negociações Rússia Ucrânia bolsas de valores bolsas pacífico 2022 decisões do fed bolsas xangai hong kong ásia ômicron china aperto monetário China Didi ações Nova York Hong Kong Xangai Shenzhen Pequim china Didi cybersegurança china estímulo monetário bolsas ásia china inflação china mercado acionário como Bolsas ásia interferem nos mercados confinamento pequim bolsas ásia 2022 derrubando o mercado de Hong Kong para uma mínima em quase um ano Didi investigação Evergrande incorporadora dívida evergrande índice blue chips china índice Hang Seng mercados asiáticos petróleo brent guerra ucrânia quais as bolsas mais rentáveis na ásia quais países bolsas ásia quais principais ações bolsas ásia que ações rendem mais na ásia que horas fecham mercados bolsas ásia que segmento tem ações mais rentáveis na ásia serviços china