Finanças

Bolsas asiáticas sobem com sinais de que EUA e China buscam acordo comercial

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta nesta quinta-feira, sustentadas por sinais de que EUA e China mantêm as negociações comerciais, apesar de reveses envolvendo legislação em Washington que apoia os direitos humanos em Hong Kong e na província chinesa de Xinjiang.

Nos negócios da China continental, o índice Xangai Composto subiu 0,74% hoje, a 2.899,47 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 1,15%, a 1.626,97 pontos.

O apetite por risco na Ásia veio depois que a Bloomberg noticiou ontem que EUA e China estão mais próximos de chegar a um acerto sobre o volume de tarifas que seriam retiradas em um acordo comercial “de fase 1”, citando fontes com conhecimento do assunto.

Hoje, o Ministério de Comércio da China confirmou que as discussões comerciais com os EUA continuam em andamento e disse que equipes de ambos os lados mantêm contato próximo, embora não tenha fornecido detalhes sobre o progresso das conversas. Porta-voz do ministério, Gao Feng reiterou que algumas tarifas punitivas devem ser removidas se um acordo preliminar for alcançado.

Na terça-feira (03), o presidente dos EUA, Donald Trump, gerou preocupações ao sugerir que não tinha pressa de chegar a um acordo com a China e dizer que o assunto poderia ficar para depois da eleição presidencial americana, em novembro de 2020. Ontem, porém, Trump voltou a dizer que as negociações estão indo “muito bem”.

Tensões entre as duas maiores economias do mundo ganharam força recentemente, depois de o Congresso americano aprovar legislação que apoia manifestantes pró-democracia em Hong Kong e condena a repressão de minorias étnicas em Xinjiang, província no noroeste da China. Pequim prometeu retaliar, mas ainda não anunciou medidas específicas.

Em outras partes da Ásia, o japonês Nikkei subiu 0,71% em Tóquio nesta quinta, a 23.300,09 pontos, impulsionado por ações de montadoras, o Hang Seng se valorizou 0,59% em Hong Kong, a 26.217,04 pontos, e o Taiex registrou alta de 0,73% em Taiwan, a 11.594,65 pontos, mas o sul-coreano Kospi contrariou a tendência positiva da região e caiu 0,39% em Seul, a 2.060,74 pontos, em meio a saídas de capital estrangeiro.

Na Oceania, a bolsa australiana se recuperou depois de dois dias de robustas perdas, graças em parte ao bom desempenho de papéis de grandes bancos domésticos. O S&P/ASX 200 avançou 1,16% em Sydney, a 6.683,00 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.