Finanças

Bolsas asiáticas fecham em alta com arrefecimento na guerra comercial EUA-China

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta terça-feira, favorecidas pelo recente arrefecimento na guerra comercial entre Estados Unidos e China.

Na madrugada de ontem (pelo horário de Brasília), quando a maioria dos mercados da Ásia já havia encerrado os negócios, o presidente dos EUA, Donald Trump, amenizou o tom em relação à China e previu que os dois países deverão conseguir fechar um acordo comercial.

Trump disse na segunda-feira – último dia da reunião de líderes do G7 em Biarritz, na França – que autoridades chinesas haviam entrado em contato por telefone com representantes de comércio dos EUA e oferecido retomar negociações, afirmação que Pequim ainda não confirmou oficialmente. De qualquer forma, seus comentários ajudaram a acalmar os ativos globais ontem e contribuíram para o tom positivo na região asiática nesta terça.

Na China, o índice Xangai Composto subiu 1,35% hoje, a 2.902,19 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 1,87%, a 1.595,82 pontos.

Além do alívio na disputa comercial sino-americana, o lucro de grandes empresas industriais da China surpreendeu positivamente em julho, ao mostrar expansão anual de 2,6%, em contraste com a queda de 3,1% observada no mês anterior. O Citi prevê em relatório hoje, porém, que a inesperada recuperação no lucro industrial chinês não deve durar muito, uma vez que tarifas mais pesadas dos EUA estão para entrar em vigor nos próximos meses, a menos que Washington e Pequim resolvam suas diferenças.

Já o Nikkei teve alta de 0,96% em Tóquio, a 20.456,08 pontos, impulsionado por ações de montadoras, de varejistas e de corretoras.

Em outras partes da Ásia, o sul-coreano Kospi subiu 0,43% em Seul, a 1.924,60 pontos – interrompendo uma sequência de três pregões negativos -, e o Taiex apresentou ganho de 0,32% em Taiwan, a 10.387,23 pontos, mas o Hang Seng contrariou a tendência geral e caiu 0,06% em Hong Kong, 25.664,07 pontos, ainda na esteira de mais um fim de semana de violentos confrontos entre manifestantes e forças policiais no território semiautônomo.

Na Oceania, a bolsa australiana seguiu a onda positiva da Ásia, e o S&P/ASX 200 avançou 0,48% em Sydney, a 6.471,20 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.