Economia

Bolsa Família pode chegar a R$ 1 mil com sistema de “trilhas”

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Brasília - A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, fala sobre o novo aplicativo do programa Bolsa Família, durante o programa Bom Dia Ministro (José Cruz/Agência Brasil) (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

O governo federal está planejando mudanças no Bolsa Família há um tempo. Agora, o novo ministro da Cidadania, João Roma, disse que com o sistema de “trilhas” o valor do programa social pode chegar a R$ 1 mil por mês.

Em entrevista à revista Veja, Roma afirmou que o novo formato funcionaria como uma “porta de saída” para o beneficiário “ascender na vida”. Segundo o ministro, a repaginação inclui um programa de microcrédito, mas ele não forneceu detalhes nem explicou como chegaria a esse valor.



+ Bolsa Família: confira o calendário de pagamentos de agosto

“As trilhas que estamos pensando incluem o governo ampliar a compra da produção agrícola de famílias, conceder crédito consignado à população em situação de vulnerabilidade. Dependendo da combinação de situações, a pessoa pode chegar a receber até R$ 1 mil  mensais”, disse.

O projeto prevê unificar todos os programas sociais em um só. A previsão é que o programa custe R$ 56 bilhões e o governo ainda não estabeleceu de onde viria esse dinheiro.

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!