Economia

BoJ vai continuar vigilante para cumprir meta de inflação, diz Kuroda

O presidente do Banco do Japão (BoJ, pela sigla em inglês), Haruhiko Kuroda, disse nesta terça-feira que o BC japonês vai continuar vigilante para garantir que a inflação convirja para sua meta de 2% e que permanece disposto a agir com novas medidas, se necessário.

“Os riscos para a perspectiva dos preços estão inclinados para baixo e, desta forma, deve-se continuar prestando bastante atenção à possibilidade de que o ímpeto no sentido de atingir a meta de estabilidade dos preços se perca”, disse Kuroda em discurso a líderes empresariais em Nagoya, no Japão. “O (BoJ) vai continuar conduzindo uma política monetária apropriada sem pré-conceitos”, acrescentou.

Na semana passada, o BoJ ajustou sua previsão para os juros sem alterar suas metas para as taxas. A instituição espera manter suas taxas nos níveis atuais ou menores pelo tempo que houver incertezas sobre o cumprimento da meta de inflação.

“O (BoJ) refletiu sua postura de estar inclinado a acomodação monetária na previsão (para as taxas),” afirmou Kuroda.

Veja também

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?