Negócios

Boeing tem queda no lucro e receita no 1TRI19 e anuncia que revisará projeções

Boeing tem queda no lucro e receita no 1TRI19 e anuncia que revisará projeções

A Boeing registrou uma queda de 13% no lucro líquido no primeiro trimestre de 2019, em relação a igual período do ano passado, a US$ 2,149 bilhões, ou US$ 3,75 por ação. Nos primeiros três meses de 2018, a empresa havia obtido lucro de US$ 2,477 bilhões, equivalente a US$ 4,15 por ação.

Com ajustes, o lucro por ação também registrou queda de 13% no período, de US$ 3,64 a US$ 3,16, levemente acima da expectativa de analistas ouvidos pela FactSet, de ganho de US$ 3,11 por ação.

A receita recuou 2% na mesma base comparativa, de US$ 23,382 no primeiro trimestre de 2018 para US$ 22,917 nos três primeiros meses deste ano, próximo da expectativa de US$ 22,94 bilhões de analistas. O resultado é um reflexo das menores entregas do modelo 737 Max, envolvido em dois acidentes nos últimos meses, mas parcialmente compensadas pelo maior volume de defesa e serviços, de acordo com a companhia.

Entre os segmentos de negócios da Boeing, a receita de aviões comerciais caiu 9% na comparação anual do primeiro trimestre, para US$ 11,82 bilhões, abaixo do consenso da FactSet de US$ 11,89 bilhões.

A Boeing também anunciou que revisará o guidance de 2019. Segundo a empresa, a orientação para o ano anteriormente emitida “não reflete os impactos do 737 Max” e, “devido à incerteza do tempo e condições em torno do retorno ao serviço da frota 737 Max, um novo guidance será emitido em uma data futura”.

Às 8h52 (de Brasília), a ação da Boeing subia 0,80% nos negócios do pré-mercado em Nova York, depois de ter recuado imediatamente após a divulgação do balanço. (Com Dow Jones Newswires)