Negócios

Boeing revela que 737 MAX sofreu com um segundo problema em seu software

Em novas análises, a Boeing identificou um segundo problema no software de controle do 737 MAX, que já foi resolvido

Boeing revela que 737 MAX sofreu com um segundo problema em seu software

Boeing 737 MAX 9 nas instalações de Renton, Washington, 12 de março de 2019 - AFP

A fabricante de aviões Boeing admitiu nesta quinta-feira (4) que identificou um segundo problema no software de controle do 737 MAX, modelo que sofreu dois acidentes em menos de seis meses e que agora passa por processo de escrutínio internacional, com todos os aviões do tipo parados até que a situação seja regularizada.

Após as primeiras investigações, a Boeing constatou que o principal problema dos acidentes foi no sistema de estabilização da aeronave, que segundo uma reportagem do The New York Times, era uma função que funcionava em automático e que não foi foi explicada para os pilotos. Porém em novas análises, a fabricante identificou um segundo problema no software de controle do 737 MAX.

Segundo a Boeing, o segundo problema foi descoberta durante a análise do sistema anti-estol, mas que não estava diretamente ligado a ele. Apesar de não ter especificado qual a natureza do problema, a companhia já teria resolvido a questão, deixando o 737 MAX mais perto de ser considerado seguro novamente pelas companhias que controlem o espaço aéreo dos países.