Negócios

Boeing diz que há “progresso sólido” nas aprovações para modelos 737 MAX

Boeing diz que há “progresso sólido” nas aprovações para modelos 737 MAX

Aviões Boeing 737 MAX estacionados no pátio da empresa no estado americano de Washington - GETTY IMAGES NORTH AMERICA/AFP/Arquivos

O executivo-chefe da Boeing, Dennis Muilenberg, afirmou que a companhia continua a trabalhar com a Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês) e com reguladores pelo mundo para conseguir permissão para que os modelos 737 MAX voltem a voar. Em conferência de investidores na Califórnia, Muilenberg reafirmou sua avaliação de que o avião voltará aos ares no quarto trimestre de 2019.

“Nós continuamos a fazer progresso sólido para retomar o serviço” dos modelos, afirmou o executivo. Mesmo com o trabalho continuado com reguladores pelo mundo e a FAA, Muilenberg admitiu que o processo é complicado. “Eu diria que o principal risco ao cronograma continua a ser o alinhamento de reguladores pelo mundo e as aprovações dos reguladores”, disse.

Apesar da alta de 3,64% de hoje, a ação da Boeing ainda recua cerca de 10% desde 8 de março, o último dia de negociações antes da queda do avião da Ethiopian Airlines – o segundo acidente com um 737 MAX ocorrido em cinco meses. Com os episódios, reguladores pelo mundo determinaram que o avião não voe por enquanto.

A Boeing diz que mantém o plano de retomar a produção mensal de 57 desses aviões até o fim do próximo ano. Fonte: Dow Jones Newswires.