Economia

BNDES: Suspensão de pagamentos de empréstimos em meio à crise já soma R$ 12 bi

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) atingiu R$ 12 bilhões em suspensões temporárias de pagamentos de empréstimos, por causa da crise causada pela pandemia de covid-19, informou há pouco a instituição de fomento. Segundo o BNDES, 28,5 mil empresas suspenderam os pagamentos em 77,7 mil contratos de financiamento desde que a medida foi anunciada, no fim de março.

“Estima-se que os clientes beneficiados com a medida empreguem mais de 2,5 milhões de pessoas”, diz a nota divulgada pelo BNDES.

Nos empréstimos diretos e indiretos não automáticos, o BNDES encerrou o recebimento de pedidos de suspensão de pagamento no último dia 30. Em termos de valores, o setor de infraestrutura foi o mais beneficiado com a medida, com R$ 6,9 bilhões, seguido pela indústria, com R$ 1,2 bilhões. Em termos regionais, o Sudeste recebeu 39,9% do benefício a empresas que contrataram diretamente com o BNDES, enquanto o Norte foi o mais beneficiado nos contratos indiretos não automáticos, com 61,3% dos valores.

Nos empréstimos indiretos automáticos, o BNDES ainda está recebendo pedidos de suspensão de pagamentos. “As solicitações devem ser encaminhadas ao agente financeiro que concedeu o financiamento”, informa a nota do BNDES.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?