Economia

BNDES recebe 7 propostas para assessoramento em desestatização de portos

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) recebeu nesta semana sete propostas de consórcios de empresas distintas que querem atuar no assessoramento técnico do projeto de desestatização dos portos de Santos e de São Sebastião. Em maio, o Ministério da Infraestrutura assinou com o BNDES contrato para a realização dos estudos do que será feito em relação aos dois portos.

A previsão da pasta é de que os estudos sejam divulgados no primeiro trimestre de 2021 e que o leilão ocorra em 2022.

Como mostrou o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), o governo estuda a possibilidade de ter um único administrador dos portos de Santos e São Sebastião.

Entre as alternativas de desestatização estão a concessão do ativo operacional com alienação da empresa; a liquidação da empresa, em que só a concessão é repassada para o privado (modelo considerado menos provável); e a venda de ações.

“O Ministério da Infraestrutura dá continuidade à política pública de garantia da capacidade e eficiência necessárias para uma maior competitividade e redução do custo Brasil, por meio da maior participação da iniciativa privada nos investimentos de infraestrutura, em especial no setor portuário”, afirmou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, em nota divulgada pela pasta.

Veja também

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?