Negócios

BMW e Mercedes-Benz se unem contra o Uber

Montadoras anunciaram investimento de US$ 1,13 bilhão em sistemas e aplicativos para mobilidade urbana

BMW e Mercedes-Benz se unem contra o Uber

A BMW e a Daimler, grupo responsável pela Mercedes-Benz, se uniram para enfrentar a Uber e a chinesa Didi Chuxing no mercado de aplicativos de transportes. As duas montadoras anunciaram nesta sexta-feira (22) o investimento de US$ 1,13 bilhão (R$ 4,25 bilhões) em um pacote de serviços e aplicativos de mobilidade urbana com base em veículos elétricos, autônomos e compartilhados.

“Temos uma visão clara: esses cinco serviços vão se unir cada vez mais para formar um único portfólio de serviços de mobilidade com uma frota de carros totalmente elétrica, autônoma e interconectada com os outros modos de transporte”, disse o presidente da BMW, Harald Kruger.

De acordo com as empresas, as cinco pontas do projeto integrarão toda a logística de mobilidade, desde a escolha do veículo, definição do trajeto, reserva de vagas em estacionamentos e pontos para recarregar as baterias de carros e motos.

Confira abaixo como cada ponto funcionará:

Reach Now – Aplicativo que mostrará ao usuário o melhor trajeto para chegar ao seu destino. O serviço também possibilita o aluguel de carros, bicicletas e outros veículos.

Share Now – Aplicativo para compartilhamento de veículos. Segundo as empresas, atualmente existem 20 mil carros em 31 cidades que já oferecem esse tipo de serviço.

Park Now – Serviço digital que permitirá aos usuários encontrar, reservar e pagar pelo estacionamento na rua ou em garagens.

Free Now – Serviço de viagens com táxis e motoristas privados.

Charge Now – Aplicativo que indicará pontos para a recarga da bateria de veículos elétricos.