Ciência

Blue Origin envia ao espaço a primeira egípcia e o primeiro português

Blue Origin envia ao espaço a primeira egípcia e o primeiro português

Foguete New Shepard da Blue Origin decola do oeste do Texas em 31 de março de 2022 - AFP



A companha espacial de Jeff Bezos, Blue Origin, enviou a primeira egípcia e o primeiro português ao espaço nesta quinta-feira (4) para uma viagem de 10 minutos a bordo do foguete New Shepard.

Um total de seis turistas espaciais compunham a tripulação.

O preço que pagaram para viver essa experiência é desconhecido.

A decolagem foi do oeste do Texas. A cápsula, impulsionada pelo lançador, atingiu uma altitude de mais de 100 quilômetros antes de descer de paraquedas e pousar no deserto.




Os passageiros puderam experimentar a gravidade zero, que os levantou de seus assentos por alguns momentos, e ver a curvatura da Terra através de grandes janelas.

O voo foi transmitido ao vivo.

“Estou flutuando”, exclamou um passageiro a bordo.


Esta é a sexta viagem de turismo espacial da Blue Origin em pouco mais de um ano. A primeira foi no final de julho de 2021 com o próprio Jeff Bezos a bordo.

O programa “Space for Humanity”, que visa dar acesso ao espaço a pessoas que não são astronautas, patrocinou Sara Sabry, engenheira egípcia e fundadora de uma associação para promover a pesquisa espacial.

Mario Ferreira, empresário português que participou no Rally Dakar, também subiu a bordo do New Shepard.

Ao completar este voo, a britânica-americana Vanessa O’Brien se tornou a primeira mulher a atingir um recorde do Guinness por condições extremas em terra (ela escalou o Monte Everest), na água (ela desceu ao ponto mais profundo do oceano, a Depressão Challenger) e no ar, cruzando a fronteira com o espaço.

A equipe foi completada pelo cofundador de um famoso canal do YouTube, Coby Cotton, o empresário Steve Young e Clint Kelly III, que trabalhou para uma agência do Pentágono onde dirigiu um projeto para desenvolver carros autônomos.

O principal concorrente da Blue Origin neste tipo de voo suborbital é a Virgin Galactic.

Mas, com o objetivo de fazer algumas modificações, sua nave está em solo desde julho de 2021, depois que o fundador da empresa, Richard Branson, viajou ao espaço.