Negócios

Blue chips seguem sob pressão e Ibovespa inicia última sessão do mês no vermelho

SÃO PAULO (Reuters) – O principal índice brasileiro de ações estendia as perdas da véspera, com investidores vendendo papéis de grande peso no índice, como de Vale, Petrobras e de bancos, para embolsar ganhos recentes.

Às 10:46, o Ibovespa mostrava baixa de 0,13%, aos 119.910,31 pontos. Antes da abertura da sessão, o índice acumulava valorização de 2,94% no mês.

Com movimentos desencontrados das bolsas internacionais, com movimentos positivos das bolsas europeias e tendência também de realização de lucros em Wall Street, os investidores monitoravam a queda das cotações de commodities, diante dos possíveis efeitos da escalada da pandemia da Covid-19 na Índia e seus possíveis desdobramentos sobre a economia global.

No plano doméstico, indicadores macroeconômicos como de desemprego e superávit primário dividiam as atenções com a agenda corporativa, com Fleury e Unidas dando sequência à temporada de balanços do primeiro trimestre, enquanto a Lojas Renner concluiu sua oferta primária restrita de ações de 4 bilhões de reais.

O dia na B3 marca ainda a estreia das units do Banco Modal e o leilão para concessão da comapnhia fluminense de saneamento básico Cedae.

(Por Aluísio Alves)

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago