Edição nº 1052 12.01 Ver ediçõs anteriores

O Bentley mais poderoso

O Bentley mais poderoso

A montadora britânica Bentley é conhecida, sobretudo, pela elegância de seus automóveis. Além disso, também é famosa por ter sido o veículo do agente James Bond em sete filmes da franquia 007. Agora, a empresa chamou a atenção por ter lançado o veículo mais potente da sua história. O seu novo Continental Sport, que teve a última edição em 2009, é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 3,5 segundos. O motor W12 com 710 cavalos de potência ainda permite que a máquina atinja a velocidade de 336 km/h na versão com teto rígido. Já o conversível alcança 330 km/h. O dono do veículo pode optar pelo uso de titânio no escapamento, diminuindo o peso do carro. Na parte interna, o carro é revestido pelo tecido sintético Alcantara, que tem como características a suavidade da lã, a maciez da seda e a resistência do linho. Por enquanto, a venda ocorre apenas no Reino Unido, onde o automóvel está avaliado em £ 212 mil (cerca de R$ 850 mil).

(Nota publicada na Edição 1002 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Gala brazuca

A BrazilFoundation, organização não-governamental criada em Nova York em 2000 que já arrecadou mais de US$ 40 milhões para apoiar [...]

Poder à beira-mar

Uma mansão de mil metros quadrados à venda na região de Palm Beach, na Florida, tem um apelo peculiar: sua proprietária é Maryanne [...]

Hospedagem lúdica

Um novo hotel cinco estrelas no Catar, com projeto do designer holandês Marcel Wanders, tem chamado a atenção por sua excentricidade. [...]

Para colecionador

A fabricante alemã de câmeras Leica, conhecida por produzir equipamentos de alta qualidade, lançou uma edição limitada de 100 [...]

Supersônico exclusivo

Por quase três décadas até sua aposentadoria, em 2003, o avião supersônico Concorde, produzido por um consórcio da britânica British [...]
Ver mais

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.