Edição nº 1138 16.09 Ver ediçõs anteriores

Um plano para salvar o urso polar

Um plano para salvar o urso polar

Eles são fofos, atuam em comerciais de televisão e fazem grande sucesso, mas estão seriamente ameaçados. Por isso, o governo dos Estados Unidos anunciou um plano para salvar o animal. Ele envolve diversas ações, como uma estratégia para resgatar ursos vítimas de derramamento de petróleo – um risco considerável, principalmente no Alasca. Mas está todo centrado em um grande esforço: manter o aquecimento global a um nível menor do que 2°C. Ursos polares dependem de plataformas de gelo para caçar. Se a temperatura aumentar, o gelo diminui, deixando-os, literalmente, sem chão. No ritmo atual, em algumas décadas, apenas a Groenlândia e parte do Canadá terão condições de abrigá-los. Atualmente, o animal é encontrado, também, na Rússia, na Noruega e nos Estados Unidos.

(Nota publicada na Edição 1001 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Ibama corta 22% das ações de fiscalização previstas

Até os mais desatentos conseguem notar que o meio ambiente não é uma prioridade do governo de Jair Bolsonaro. O descaso, personificado [...]

Projeto apoiado pela Sodexo é finalista de premiação na ONU

A Sodexo, por meio do Instituto Stop Hunger, organização sem fins lucrativos criada e mantida pela companhia para combater a fome e a [...]

Ainda falta muito para ficar bom

As empresas brasileiras ainda têm um longo caminho a percorrer em temas como diversidade racial e meio ambiente. Essa é uma das [...]

CPFL Energia planta 14 mil árvores em projeto de arborização

Sabe aquelas árvores que causam riscos à rede elétrica, esgoto, telefonia, calçamento e iluminação pública? A CPFL Energia resolveu [...]

Demanda aquecida faz produção de orgânicos disparar

O clamor dos brasileiros por uma alimentação mais saudável e sem agrotóxicos tem surtido efeito nas lavouras do País. Em menos de uma [...]
Ver mais