Edição nº 1122 24.05 Ver ediçõs anteriores

Pouca mistura

Pouca mistura

Um levantamento feito pela Câmara Americana de Comércio (Amcham) aponta que 76% das empresas brasileiras têm problemas com equidade de gênero. A pesquisa foi feita com 350 homens e mulheres, a maioria gestores de recursos humanos de grandes empresas. A diferença maior de tratamento é percebida, principalmente, na promoção de novas lideranças. Segundo 80% dos entrevistados, é dada maior preferência por gênero, e não competência, nesses casos. Já para 47% dos participantes o maior obstáculo à igualdade é a diferença salarial entre homens e mulheres.

(Nota publicada na edição 993 da revista Dinheiro)


Mais posts

Tecendo o futuro

A multinacional britânica Diageo, dona das marcas de bebidas Johnnie Walker, Smirnoff e Ypióca, escolheu o Ceará para o lançamento do [...]

Nove dos 17 estados da Mata Atlântica têm nível zero de desmatamento

Uma boa notícia nesses tempos de aversão às políticas ambientais. O desmatamento da Mata Atlântica entre 2017 e 2018 caiu 9,3% em [...]

FCA doa mais de 37 toneladas de material que viram produtos da moda

Quem acessa o portal da Cooperárvore na internet se depara com bolsas, carteiras, malas de viagem, sacolas e até porta vinhos. Mas poucos imaginam a origem desses produtos. Fundada há mais de dez anos, a Cooperárvore é a cooperativa social de moda do instituto Árvore da Vida, uma iniciativa da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) com […]

A floresta respira

O Atlas da Mata Atlântica indica que restam 16,2 milhões de hectares de florestas nativas preservadas, o equivalente a 12,4% da área [...]

Plástico reciclado ajuda comunidades

A rede de cosméticos naturais The Body Shop, do grupo Natura&Co, pretende trocar as suas embalagens PETs por plásticos reciclados [...]
Ver mais

Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.