Coluna

Quem é Alexandre Lafer Frankel, o rei dos "apertamentos"

Desde 2009, o empresário constrói apartamentos com no máximo 60 metros quadrados. Em breve, a sua construtora, a Vitacon, lançara um empreendimento de apenas 14 metros quadrados

Quem é Alexandre Lafer Frankel, o rei dos "apertamentos"

Frankel: "Acredito que dá para fazer imóveis ainda menores"

No começo de dezembro, a compactação dos apartamentos chegará ao seu estado da arte no Brasil. Um imóvel de 14 metros quadrados, no Bom Retiro, na região central de São Paulo, começará a ser vendido a partir de R$ 89 mil. É um espaço um pouco maior do que uma vaga na garagem.

O empreendedor por trás dessa iniciativa é Alexandre Lafer Frankel, de 38 anos, o dono da Vitacon, construtora que se especializou em erguer imóveis pequenos, muito pequenos – os maiores deles são de no máximo 60 metros quadrados.

No seu currículo, Frankel, que prefere chamar os apartamentos de compactos, já lançou “apertamentos” de 27, 26, 25, 23 e 18 metros quadrados. “Acredito que dá para fazer imóveis ainda menores”, disse Frankel, ao blog BASTIDORES DAS EMPRESAS.

Desde 2009, quando a Vitacon foi criada, Frankel já lançou mais de 40 prédios na cidade de São Paulo – 25 deles já foram entregues. Hoje, seu volume geral de vendas (VGV) é de aproximadamente R$ 350 milhões. Ele constrói também dois prédios, com VGV de R$ 240 milhões, que serão apenas locados.

A demanda por esse tipo de imóvel está em alta. No ano passado, 10 mil apartamentos com menos de 40 metros quadrados foram lançados na Grande São Paulo, número 20 vezes superior a 2009.

A Vitacon, no entanto, não está mais praticamente sozinha neste mercado dos apartamentos compactos. Estima-se que exista mais de 100 construtoras erguendo prédios com imóveis com menos de 40 metros quadrados. Mas nenhuma delas é tão ativa quando a empresa de Frankel.

A estratégia do empresário é comprar terrenos próximos ao metrô e de transporte público para facilitar a locomoção de quem investe neste tipo de imóvel. Atualmente, seus “apertamentos” estão concentrados na região das avenidas Paulista e Faria Lima, áreas nobres de São Paulo.

O público-alvo da Vitacon são solteiros ou executivos bem-sucedidos que querem morar perto do trabalho, evitando longas horas para se deslocar em São Paulo. Há também idosos, que moram no interior, e querem uma base na capital paulista.

“O que move minha empresa é criar uma vida urbana melhor”, diz Frankel. “Não tenho orgulho da compactação em si, mas vendo um novo estilo de vida.”

É um estilo que Frankel também adota em sua vida pessoal. Ele, que mora em uma casa de mais de 150 metros quadrados, abandonou o carro há mais de 15 anos.

Sua residência está perto de seu trabalho, na região da Faria Lima, e, muitas vezes, ele vai trabalhar de bicicleta. Em seus deslocamentos pela cidade usa metro, táxi e, quando consegue, pega carona com amigos.

Frankel é também autor de três livros sobre como viver sem carro na cidade de São Paulo e investidor de um aplicativo que dá dicas de locomoção pela capital paulista, o SP sem carro.

O empresário carrega também um sobrenome conhecido do mundo dos negócios. Os Lafer são uma das famílias fundadoras da fabricante de papel e celulose Klabin.

O ramo familiar de Frankel, no entanto, investiu em outros negócios. O seu avô materno fundou a fabricante de móveis Interdomus Lafer e começou a fazer incorporação de imóveis na região dos Jardins, em São Paulo.  O pai, Abrão, era dono da construtora Reid Construções, na qual Frankel trabalhou.