Geral

Blocos de rua de Duque de Caxias encerram carnaval no próximo dia 25

Encerrou ontem (12) os desfiles no circuito da Avenida Presidente Kennedy, no centro do município a Liga de Blocos de Rua Associados de Duque de Caxias (Braduc), na Baixada Fluminense, formada por 14 blocos de embalo. Três blocos que se apresentarão até o próximo dia 25, no bairro Jardim Primavera. São os blocos Colibri, É Certo que Vai Dar Merda e Me Atirei no Pau do Gato. Este foi o terceiro ano de desfiles da associação.

“Nós tivemos um carnaval bacana em Duque de Caxias”, disse hoje (13) à Agência Brasil o presidente da Braduc, Jailson Liberato. “Mas ainda não terminamos o nosso carnaval”. No dia 17, todos os blocos juntos da Braduc participarão da Brafolia, na Praça Humaitá, com o objetivo de confraternização de todos os integrantes dos blocos.

Liberato chamou a atenção que por serem blocos de bairros, eles arrastam entre mil até 6 mil pessoas. “O carnaval concentrado em bairros arrasta mais foliões, que são os moradores da localidade. Tem camiseta, tem bateria e mais facilidade de reunir mais foliões”. 

O presidente da Braduc lamentou que devido à crise financeira, a liga não obteve este ano subvenção da prefeitura local. Os desfiles só aconteceram graças à parceria com empresas privadas. Jailson Liberato disse que tão logo acabe o carnaval deste ano, a Braduc já vai começar o planejamento para o carnaval 2019. “Um carnaval mais alegre, mais feliz e com mais verba”.

Terreirão do Samba

Prossegue hoje (13), no Terreirão do Samba, região central da cidade, a programação especial de carnaval organizada pela Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, que teve inicio no último dia 2.

Com ingressos a preços populares de R$ 20, entrada inteira, e R$ 10, meia entrada, o show começa às 19h, com uma roda de samba do grupo Filhas do Samba, tendo como convidado Marquinhos de Oswaldo Cruz, além dos sambistas Arlindinho e Mumuzinho. A bateria do Terreirão recebe como convidados Mestre Odilon e Quinho e Nego Martins.

Amanhã (14), a roda de samba será comandada pelo Grupo Arruda, com Serginho Meriti como convidado. Haverá apresentações dos grupos Bom Gosto e Fundo de Quintal. Além de Mestre Odilon, a bateria do Terreirão recebe Anderson Paz e Clovis Pe.

Os shows acontecerão também na sexta-feira (16), com a roda de samba Pegada Brasileira, com Noca da Portela como convidado. O Grupo Reis das Noites e o cantor Belo se apresentam em seguida. A bateria do Terreirão vem com Mestre Odilon e Nego como convidado.

No sábado (17), último dia do evento, a roda é comandada pelo grupo Pegada Brasileira, que traz Marcelo Moreira como convidado. O Grupo Revelação e Dilsinho precede apresentação da bateria do Terreirão com Mestre Odilon e Quinzinho.

Os investimentos da iniciativa privada para a realização do evento somaram R$ 4 milhões, segundo informou a secretária municipal de Cultura, Nilcemar Nogueira.

Tópicos

carnaval2018