Giro

Blinken busca encerrar crise no Oriente Médio em rodada de negociações

Blinken busca encerrar crise no Oriente Médio em rodada de negociações

O secretário de Estado americano, Antony Blinken, em uma cúpula virtual sobre mudança climática na Casa Branca em Washington, DC, em 22 de abril de 2021 - AFP/Arquivos

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Antony Blinken, teve uma série de conversas por telefone com figuras influentes no Oriente Médio neste domingo (16), em uma tentativa de apaziguar os confrontos mortais entre Israel e os palestinos.

Blinken, que se dirigia à Dinamarca para dar início a uma semana de diplomacia com foco no Ártico, falou por telefone com autoridades do Catar, Arábia Saudita, Egito e França.

Depois do Irã, o Catar é considerado o país com maior influência no grupo islâmico palestino Hamas, que governa Gaza.

“O secretário reiterou seu apelo para que todas as partes reduzam as tensões e acabem com a violência, que custou a vida de civis israelenses e palestinos, incluindo crianças”, disse o porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price.

A rodada de ligações ocorreu no dia mais mortal desde o início da violência há uma semana, com 42 palestinos mortos na Faixa de Gaza, e em um momento em que o Conselho de Segurança da ONU se reuniu para tratar do conflito.

O presidente Joe Biden entrou em contato com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, no sábado para expressar sua “grande preocupação” com a piora da situação e pedir a eles moderação.

Os confrontos, os mais intensos em anos desencadeados por distúrbios em Jerusalém, deixaram 197 mortos em Gaza desde segunda-feira e 10 mortos em Israel, segundo autoridades de ambos os lados.

O exército israelense afirmou no domingo que cerca de 3 mil foguetes foram disparados de Gaza contra Israel, o maior número já registrado. Eles feriram mais de 280 pessoas e atingiram distritos que muitas vezes ficavam fora de alcance.

Israel disse que sua “onda contínua de ataques” atingiu mais de 90 alvos no aglomerado enclave palestino nas últimas 24 horas.

Um ataque israelense destruiu um prédio que abrigava escritórios da mídia internacional, provocando indignação.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago