Giro

Bisavô britânico, de 95 anos, torna-se o mais velho andador de asas do mundo

Crédito: Reprodução/Redes Sociais

Ele bateu o recorde anterior estabelecido pelo falecido Tom Lackey, que tinha 93 anos quando realizou a ação em 2013. (Crédito: Reprodução/Redes Sociais)

Um bisavô britânico de 95 anos se tornou o mais velho andador de asas do mundo. Ivor Button subiu aos céus no sábado  amarrado ao topo de um avião que decolou do aeroporto de Staverton, em Gloucestershire, na Inglaterra.

Ele bateu o recorde anterior estabelecido pelo falecido Tom Lackey, que tinha 93 anos quando realizou a ação em 2013. O viúvo Ivor disse: ”Estou muito bem! Eu não estava com medo. Eu estava mais preocupado em ficar com frio.”



+ Medalhista paralímpico Gabriel Araújo bate recorde mundial

Ivor, que tem 17 netos e netos e cinco bisnetos, não é novo em empreendimentos em direção ao cé

vu, já experimentou voo livre e balonismo.

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


A paixão de Button por voar começou cedo. Em 1932, aos 6 anos, seus pais o levaram ao Circo Voador de Sir. Alan Cobham, onde ele teve a primeira experiência de voo, algo incomum para a maioria das pessoas naquela época. O britânico conta que ele e todos os presentes receberam 10 xelins, o equivalente hoje a R$ 3,04, para subir em uma aeronave de cabine aberta.

“Eu era tão pequeno que não podia ver por cima da cabine, mas devia estar amarrado. Fiquei muito desapontado quando voltei para a escola no dia seguinte. Eles [os colegas] não acreditaram em mim, mas eu simplesmente adorei”, lembra.


Aos 14 anos, durante a Segunda Guerra Mundial, ele se juntou à tripulação de terra do aeroporto de Staverton, onde havia uma escola de treinamento de navegação. Lá, perguntou a um dos pilotos se poderia participar de um dos treinos e foi colocado na torre de armas.