Bia Doria leva “Tropicaos” ao Palácio Tangará

Bia Doria leva “Tropicaos” ao Palácio Tangará

A artista plástica Bia Doria, esposa do governador de São Paulo, João Doria, abre um novo espaço para exposições no Palácio Tangará, um dos mais luxuosos hotéis de São Paulo, localizado no parque Burle Marx, próximo à marginal do Pinheiros. A mostra, chamada “Tropicaos”, é composta de duas instalações e quatro esculturas de madeira.
O nome é inspirado na vegetação que cerca o hotel, formando uma densa área verde em meio ao caos urbano da capital. As obras de Bia Dória usam matéria-prima encontrada na natureza, característica de todo o seu trabalho. Nesse caso, resíduos de floresta de manejo, com árvores nativas resgatadas de queimadas, desmatamentos e barragens. “Tropicaos” fica alojada no Tangará até o final de janeiro.

(Nota publicada na Edição 1103 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Uma boutique Gucci só para eles

A Gucci acaba de anunciar que abrirá mais uma loja nos Estados Unidos. Trata-se de uma boutique em Beverly Hills, cidade dos ricaços e [...]

Flores o ano todo

Por que dar flores apenas no Dia dos Namorados, se você pode fazer isso todos os meses do ano? A floricultura digital BloomsyBox [...]

Para pés descolados por “apenas” R$ 2.500

Nascido em Osaka, no Japão, o designer Yuki Matsuda é considerado um dos mais criativos e inovadores do mundo, quando o assunto são [...]

Bolsa Yves Saint Laurent

Chique e exclusiva, essa bolsa de ombro da grife francesa é feita de fibra de ráfia – uma espécie de palmeira – e é uma das estrelas da [...]

Diamantes no dedo

Ainda não decidiu pedir a moça em casamento, mas quer causar excelente impressão? Este anel da marca francesa Messika, especialista em [...]
Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.