Giro

Berrettini está fora de Wimbledon após testar positivo para Covid-19

Berrettini está fora de Wimbledon após testar positivo para Covid-19

Matteo Berrettini durante partida no torneio Queen's Club, em Londres



Por Sudipto Ganguly

LONDRES (Reuters) – Matteo Berrettini, oitavo cabeça de chave e vice-campeão em Wimbledon no ano passado, se tornou o segundo jogador importante a se retirar do torneio após testar positivo para Covid-19.

O italiano de 26 anos, que perdeu para Novak Djokovic na final de 2021, teve que abandonar o Grand Slam deste ano na terça-feira devido ao coronavírus, um dia depois que o croata Marin Cilic, vice-campeão de 2017, foi forçado a desistir.

“Estou com o coração partido em anunciar que preciso me retirar de Wimbledon devido a um resultado positivo no teste de Covid-19”, disse Berrettini no Instagram horas antes de sua partida de primeira rodada contra o chileno Cristian Garín.




“Tive sintomas de gripe e estive isolado nos últimos dias. Apesar dos sintomas não serem graves, decidi que era importante fazer outro teste esta manhã para proteger a saúde e a segurança dos meus colegas competidores e de todos os envolvidos no torneio.”

Berrettini era visto como um dos principais candidatos a vencer o torneio deste ano depois de conquistar títulos consecutivos em eventos de preparação na grama em Stuttgart e Queen’s Club.

“Não tenho palavras para descrever a extrema decepção que sinto”, acrescentou o italiano. “O sonho acabou para este ano, mas voltarei mais forte.”


O sueco Elias Ymer substituiu Berrettini na chave masculina, disseram os organizadores.

A pandemia forçou os organizadores a cancelar o torneio de Wimbledon de 2020, mas não há restrições da Covid-19 este ano e a vacinação não é obrigatória para os tenistas.

O All England Club também está recebendo de volta os torcedores com capacidade total.

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI5R0NV-BASEIMAGE