Economia

BCE prevê inflação e crescimento maior da zona do euro em 2021, diz Lagarde

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, disse nesta quinta-feira, 9, que a instituição elevou suas projeções de inflação e de crescimento da zona do euro para este ano. Em coletiva de imprensa que se seguiu à decisão de política monetária do BCE, Lagarde disse que a autoridade monetária prevê agora que a taxa anual de inflação ao consumidor (CPI) atingirá 2,2% em 2021. A projeção anterior era de taxa de 1,9%.

Apesar da revisão para cima, Lagarde comentou que as atuais pressões inflacionárias são vistas como temporárias.

Em 2022 e 2023, o CPI anual do bloco deverá desacelerar para 1,7% e 1,5%, respectivamente, disse Lagarde. A meta do BCE é de uma taxa de 2%.

Em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro, o BCE ajustou sua previsão de alta para este ano de 4,6% para 5%. Já para os próximos dois anos, a expectativa é de crescimento de 4,6% e 2,1%, detalhou Lagarde.



Veja também
+ Como podcasts podem ajudar na educação financeira do brasileiro
+ Mistério: mulher descobre que não é a mãe biológica de seus próprios filhos
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km