Economia

BCE diz que política fiscal deve ser mais amigável com crescimento econômico

O Banco Central Europeu (BCE) defendeu em documento uma política fiscal mais amigável com o crescimento econômico, lidando com os desafios verdes e digitais que exigirão significativos investimentos públicos e privados. A autoridade monetária reforçou que a união monetária e econômica segue essencial para fortalecer a resiliência da zona do euro.



De acordo com o documento, a crise do coronavírus agravou desequilíbrios macroeconômicos pré-existentes e deu origem a novos desafios estruturais.

Diante desse cenário, uma política fiscal permanente, se adequadamente projetada, pode desempenhar um papel na estabilização macroeconômica na área do euro a mais longo prazo.

“Esforços coordenados para o reforço das instituições fiscais nacionais independentes devem ser mantidos”, diz o documento, que reforça que o ajuste na dívida é importante para reconstruir o espaço fiscal para a próxima desaceleração.

+ O economista Paulo Gala revela os caminhos para investir bem em 2022




Saiba mais
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto