Economia

BCE anuncia medidas que flexibilizam garantias necessárias para empréstimos

O Banco Central Europeu (BCE) anunciou nesta terça-feira, 7, um pacote de medidas que flexibiliza garantias necessárias para empréstimos, com o objetivo de ampliar a tomada de crédito em meio à crise trazida pelo novo coronavírus. A autoridade fala em mudanças regulatórias “sem precedentes”, mas temporárias, que devem ser reavaliadas antes do final de 2020.

Para “mitigar o aperto de condições financeiras”, o BCE passará a aceitar garantias de menor qualidade para conceder crédito, como títulos de dívida da Grécia.

O piso para crédito doméstico foi reduzido de 25 mil euros para zero, como forma de facilitar a apresentação de garantias por pequenas empresas.

Já a parcela de dívida sem garantia emitida por bancos foi elevada de 2,5% para 10,0%. A autoridade europeia também passará a aceitar empréstimos em moeda estrangeira.



“Estamos aumentando a tolerância ao risco para apoiar concessão de crédito”, afirmou o BCE, em nota.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel