Finanças

BC vende US$ 387 mi em leilões à vista e faz leilões de Leliq na Argentina


O Banco Central da República Argentina (BCRA) vendeu um total de US$ 387 milhões em quatro leilões no segmento à vista nesta sexta-feira. Além disso, a instituição realizou dois leilões de Letras de Liquidez (Leliq).

No primeiro dos leilões de Leliq, a taxa média total do dia, equivalente à taxa de política monetária, foi de 83,264%, e o montante total, de 165,109 bilhões de pesos, segundo Leonardo Svirsky, da Bull Market Brokers. No segundo deles, o montante foi de 128,111 bilhões de pesos, com taxa máxima de 85,0006%. A taxa média desta segunda operação ficou em 84,299% e a taxa mínima, em 79,00%.

Mesmo em meio às operações, o dólar avançava ante o peso hoje, por causa do quadro de cautela com a política local e as condições financeiras do país. O movimento prosseguiu após o candidato favorito à presidência, o oposicionista Alberto Fernández, afirmar que não está disposto a apoiar as medidas de emergência do governo Mauricio Macri e fazer críticas ao pacote do Fundo Monetário Internacional (FMI), em entrevista ao Wall Street Journal divulgada no início desta tarde. Às 15h28 (de Brasília), o dólar avançava a 59,510 pesos argentinos, de 57,8823 pesos no fim da tarde de ontem.