Economia

BC revisa projeção para PIB de 2020 de -6,4% para -5,0%

Crédito: Divulgação

BC aposta na indústria para diminuir impactos no PIB (Crédito: Divulgação)

Em meio a reavaliações dos impactos da pandemia do novo coronavírus sobre a economia brasileira, o Banco Central (BC) atualizou nesta quinta-feira, 24, sua projeção para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2020. A expectativa para a economia este ano passou de queda de 6,4% para retração de 5,0%. A nova estimativa consta no Relatório Trimestral de Inflação (RTI), divulgado pela manhã.

Entre os componentes do PIB para 2020, o BC alterou de +1,2% para +1,3% a projeção para a agropecuária. No caso da indústria, a estimativa passou de -8,5% para -4,7% e, para o setor de serviços, de -5,3% para -5,2%.

+ RTI: incerteza sobre ritmo de crescimento da economia segue acima da usual
+ IPCA 2020 no cenário de referência é de 2,1%, como no comunicado, diz RTI

Do lado da demanda, o BC alterou a estimativa do consumo das famílias de -7,4% para -4,6%. No caso do consumo do governo, o porcentual projetado foi de +0,2% para -4,2%.

O documento divulgado nesta quinta indica ainda que a projeção de 2020 para a Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) – indicador que mede o volume de investimento produtivo na economia – foi de -13,8% para -6,6%. Todas as estimativas anteriores constavam do RTI divulgado em junho.

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

Tópicos

BC PIB RTI