Economia

BC: já foram registradas 100 milhões de chaves no Pix

Crédito: Arquivo / IstoÉ Dinheiro

O serviço brasileiro de pagamentos instantâneos foi lançado em 16 de novembro (Crédito: Arquivo / IstoÉ Dinheiro)

O Banco Central informou nesta quinta-feira, 3, por meio de sua assessoria de imprensa, que já foram registradas 100 milhões de chaves no Pix, o serviço brasileiro de pagamentos instantâneos. A marca foi atingida nesta quinta-feira. Lançado em 16 de novembro, o Pix permite pagamentos e transferências 9 24 horas por dia, 7 dias por semana, todos os dias do ano. As operações ocorrem em menos de dez segundos.

+ Receita Federal e Banco do Brasil iniciam arrecadação com Pix
+ Pix: sistema de pagamentos do BC ainda gera dúvidas. Confira aqui

A chave de usuário é um identificador de contas: o cliente pode cadastrar um número de celular, e-mail, CPF, CNPJ ou um EVP (uma sequência de 32 dígitos a ser solicitado no banco). Por meio dela, é possível receber pagamentos e transferências. A chave é um “facilitador” para identificar o recebedor, mas não é indispensável para receber um Pix.



Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago