Política

Barroso: Respeitando opinião do presidente, acho que voto impresso traria tumulto

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, disse neste domingo, 29, que o voto impresso – como defendido pelo presidente Jair Bolsonaro – poderia trazer “grande tumulto ao processo eleitoral”. Ele lembrou que o Supremo Tribunal Federal (STF) já decidiu pela inconstitucionalidade desse tema.

Hoje, Bolsonaro voltou a defender o voto impresso e questionou a segurança das urnas eletrônicas.

“O presidente da República tem liberdade para exprimir sua opinião”, disse Barroso, lembrando da decisão do STF. “Sou juiz, não posso me impressionar com retórica política.”

Segundo o ministro, além do custo do voto impresso, haveria risco real ao sigilo do voto. “Respeitando opinião do presidente, penso que voto impresso traria grande tumulto a processo eleitoral.”

Segundo Barroso, todo candidato derrotado pediria recontagem, nulidade e haveria judicialização. “Agora, se presidente tiver qualquer evidência, vamos investigar”, disse.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel