Banheiros mudam vidas

Sem latrinas, mais de 15,5 milhões de pessoas se veem forçadas a fazer necessidades a céu aberto na América Latina e no Caribe — uma prática que pode poluir o meio ambiente e espalhar doenças, conforme alerta a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS). Pessoas com renda mais baixa, grupos em situação de vulnerabilidade, populações rurais e povos indígenas são os mais afetados pelo saneamento deficiente. O Brasil é um dos países onde mais ocorre essa prática. Para ajudar a sanar esse problema, a multinacional americana Kimberly-Clark, por meio de sua marca de papel higiênico e lenços umedecidos Neve, criou o projeto “Banheiros Mudam Vidas”, em 2016. Recentemente, a iniciativa ganhou aliados: a Sense-Lab e o Insituto Iguá. Juntas, as empresas criaram um programa de aceleração de soluções para saneamento básico no País. A ação contou com mais de 80 inscrições de projetos de empreendedorismo social. Dez estão passando por uma aceleração de cinco meses com mentores especializados e profissionais voluntários da Kimberly-Clark. São soluções desenvolvidas por empresas e ONGs como Sapiência Ambiental, Gota, Teto, Embrapa e Taboa Engenharia. Segundo dados do Instituto Trata Brasil, cerca de 100 milhões de pessoas no Brasil não possuem coleta de esgoto, quase metade da população brasileira (47,64%). Dessas, 13 milhões são crianças e adolescentes, sendo que 3,1% delas não apresentam sequer um sanitário em casa.

(Nota publicada na Edição 1149 da revista Dinheiro)

Veja também

+ Caixa libera FGTS emergencial para nascidos em julho nesta segunda-feira (10)

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?


Mais posts

MRV planta 1,2 milhão de árvores

Enquanto alguns queimam florestas, outros plantam. Somente no primeiro semestre deste ano, a construtora MRV plantou 93.976 árvores — o [...]

Cinema solar e solidário

Criatividade, compromisso ambiental e social. Tudo junto e misturado. Essa é a essência do projeto Cinesolar, realizado pela Brazucah [...]

Limites para os agroquímicos

O Carrefour, primeira grande rede de supermercados a vender frangos orgânicos no mundo, segue forte na pressão de exigir alimentos mais [...]

Parque para o mico-leão-dourado

Considerado animal em risco de extinção, o mico-leão-dourado ganhará um parque ecológico com seu nome em Silva Jardim (RJ). Previsto [...]

Oceanos sufocados

A cada visita à praia, a cena se repete: conforme a tarde cai, mais plásticos se veem na areia. No dia seguinte, tudo limpo de novo. O [...]
Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.