Economia

Banco Inter fecha acordo com Ministério Público para pagar R$ 1,5 milhão

O Banco Inter fechou nesta terça-feira, 18, acordo com o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) para encerrar uma ação civil pública movida junto à 15ª Vara Cível de Brasília por vazamento de dados de clientes. No acordo, o banco aceitou pagar R$ 1,5 milhão em indenização. Originalmente, o MPDFT havia pedido uma indenização de R$ 10 milhões.

Segundo o Banco Inter, deste valor, R$ 1 milhão serão destinados, até 31 de julho de 2019, a instituições públicas que combatem crimes cibernéticos indicadas pelo MPDFT. Esse valor será repassado na forma de equipamentos e softwares, também indicados pelo Ministério Público. Os outros R$ 500 mil serão doados até 30 de janeiro a instituições de caridade.

Em maio, a Comissão de Proteção dos Dados Pessoais do MPDFT instaurou inquérito para investigar o vazamento dos dados pessoais dos clientes do Banco Inter. A investigação constatou o comprometimento dos dados cadastrais de 19.961 correntistas do Banco Inter. Dessas, 13.207 continham dados bancários, como número da conta, senha, endereço, CPF e telefone.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?