Economia

Banco Central altera regra do Pix e permite movimentar mais dinheiro

Crédito: Arquivo Agência Brasil - Marcello Casal Jr

O teto do valor movimentado estará atrelado ao perfil do cliente ao seu respectivo banco (Crédito: Arquivo Agência Brasil - Marcello Casal Jr)

Nesta segunda-feira (1º), os usuários do sistema de pagamento instantâneo do Banco Central, o Pix, poderão realizar transações com valores maiores.

Até este domingo (28), o limite mínimo era equivalente a 50% do previsto em TED ou 100% do limite para gastos em cartão de débito.

+ Banco do Brasil ajuda estados e municípios a cobrar impostos via Pix
+ Google planeja lançamento de celular ‘Pixel’ com tela dobrável

De acordo com informações divulgadas pelo jornal O Globo, a partir de agora, o limite mínimo é de 100% do valor permitido para transferências em TED e também o total permitido de gastos em cartão de débito.

O teto do valor movimentado estará atrelado ao perfil do cliente ao seu respectivo banco. Ou seja, vai levar em conta o poder aquisitivo.

Para o limite de transferência por Pix, o cliente deve entrar em contato com o banco ou visualizar por meio do aplicativo da instituição financeira.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel