Economia

Auxílio emergencial pode voltar com PEC e sem travar verbas, diz Maia

Crédito: Arquivo Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e o ministro da Economia, Paulo Guedes: a volta do embate (Crédito: Arquivo Agência Brasil)

A fala do ministro da Economia, Paulo Guedes, de que o auxílio emergencial só vai voltar a funcionar no Brasil com o travamento de verbas para Educação e Segurança não caiu bem. No apagar das luzes à frente da presidência da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) indicou que falta ao governo empenho para votar a PEC Emergencial, que cria dispositivos para gastos extraordinários que não furem o teto de gastos.

Em entrevista ao UOL, Maia indicou que o Congresso aguarda sinalização do governo federal para dar andamento ao tema. De acordo com ele, a PEC está parada no Senado desde o dia 5 de dezembro de 2019.

Para estender auxílio, determinados gastos terão de ser cortados, diz Mourão

Nesta terça-feira (26) Guedes comentou em evento com investidores que o auxílio emergencial só será retomado caso a vacinação falhe no Brasil. Se isso acontecer, os pagamentos do benefício voltarão a ser feitos, mas verbas indexadas para a educação, segurança e saúde serão congeladas, além do salário do funcionalismo brasileiro.



A expectativa é de que o texto da PEC Emergencial vá para votação apenas no mês que vem e ajude o governo a ordenar alguns gastos extra enquanto o pico da pandemia da covid-19 não passar.

Veja também
+ Como podcasts podem ajudar na educação financeira do brasileiro
+ Mistério: mulher descobre que não é a mãe biológica de seus próprios filhos
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km