Negócios

Auxílio emergencial deve ser renovado por mais “2 ou 3 meses”, diz Guedes

Crédito: REUTERS/Adriano Machado.

O ministro da Economia, Paulo Guedes (Crédito: REUTERS/Adriano Machado.)

BRASÍLIA (Reuters) – O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta terça-feira que o governo deve estender a rodada de pagamentos do auxílio emergencial aos mais vulneráveis por mais “dois ou três meses”, com a expectativa de ganhar tempo para o avanço da vacinação contra a Covid-19.

“Possivelmente vamos estender agora o auxílio emergencial, mais dois ou três meses, porque a pandemia está aí”, afirmou Guedes em participação remota em um evento promovido pela Frente Parlamentar do Setor de Serviços.

+ Saque do auxílio é liberado para os nascidos em junho nesta quarta-feira (09)
+ Saiba como sacar o auxílio emergencial 2021 nas lotéricas

“Os governadores estão dizendo que em dois ou três meses a população brasileira adulta vai estar toda vacinada, então nós vamos renovar por dois ou três meses.”



Segundo o ministro, ao fim do pagamento das parcelas do auxílio o governo implementará um novo Bolsa Família, já reformulado.

O governo reeditou em abril o pagamento do auxílio emergencial, com a previsão inicial de pagamento de quatro parcelas de 250 reais. Na segunda-feira a Reuters já havia informado a intenção do governo de estender o auxílio por mais dois meses, até setembro deste ano.

A medida será custeada por um crédito extraordinário de 12 bilhões de reais a ser enviado ao Congresso e outros 7 bilhões de reais que já estão disponíveis no orçamento autorizado para o programa.

“Logo depois, entra, então, o Bolsa Família, o novo Bolsa Família, já reforçado. Então eu diria que o Brasil está encontrando seu caminho”, defendeu Guedes, em alusão ao duplo compromisso do governo com a saúde da população e com o lado fiscal.

CRESCIMENTO ECONÔMICO

Ao tratar da recuperação econômica do país e as recentes revisões de projeções para cima de instituições para o Produto Interno Bruto (PIB) deste ano, Guedes afirmou que a pasta ainda mantém cálculo conservador, “entre 4% e 5%” para 2021.

“Nós estamos vendo, na economia brasileira, todas as revisões sendo feitas para cima. O crescimento econômico, que era estimado em torno de 3,2%, 3,3%, já passou de 4%. Já tem gente indo para 5%. Nós continuamos, ainda, conservadoramente, nosso cálculo entre 4% e 5% da taxa de crescimento.”

Guedes também ressaltou que o país tem visto o avanço do processo de consolidação fiscal, e mencionou a trajetória de redução do déficit público neste ano, sem o sacrifício de programas de combate à pandemia.

A atual estimativa oficial do Ministério da Economia aponta para crescimento do PIB de 3,5%, de acordo com o mais recente Boletim MacroFiscal divulgado pela Secretaria de Política Econômica em maio.

REFORMA TRIBUTÁRIA

Em sua participação, o ministro também afirmou que a proposta de reforma tributária não terá “grande novidade”. Guedes mencionou que, apesar de ter a preferência por um texto mais amplo, o governo fará o que for possível no momento em torno do tema.

“Ela é uma reforma moderada, estamos atentos, eu gostaria de fazer ela um pouco mais ampla, inclusive com desoneração de folha, tudo isso. Não é o momento, ainda, mas nós não vamos desistir, só vamos fazer a coisa em fatias, gradualmente, vamos fazer o que é possível agora, simplificação, redução de alíquota, vamos reduzir impostos para empresas e vamos avançar.”

Ao ser questionado sobre um eventual aumento de imposto para o setor de serviços na proposta, Guedes rechaçou a ideia.

De acordo com o ministro, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 45, que trata do tema, abordava um IVA único sob alíquota de 30%, segundo as projeções iniciais do Ministério da Economia.

“Isso seria absolutamente inaceitável para o setor de serviços. Então lutamos bastante, conversamos muito, conseguimos reduzir essas aspirações bastante para um IVA que talvez chegue a 12%”, explicou.

“Mesmo reduzindo bastante em relação aos cálculos iniciais, nós ainda estamos considerando a possibilidade de ter duas alíquotas. Uma para comércio e serviços, mais baixa, e outra para indústria, um pouco mais alta. Então é onde nós estamos hoje, talvez seja a maior simplificação que a gente consiga fazer”, complementou o ministro.

 

(Por Gabriel Ponte)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH570YY-BASEIMAGE

Veja também
+ Como podcasts podem ajudar na educação financeira do brasileiro
+ Mistério: mulher descobre que não é a mãe biológica de seus próprios filhos
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km

Tópicos

auxílio emergencial auxílio emergencial 2021 auxilio emergencial 2021 data de pagamento auxilio emergencial 2021 prorrogado auxilio emergencial 2021 ultimas noticias auxilio emergencial 2021 vai ser prorrogado? auxilio emergencial ate outubro? auxilio emergencial calendário auxilio emergencial consulta auxílio emergencial consulta 2021 auxilio emergencial dataprev auxílio emergencial em análise auxílio emergencial guedes auxílio emergencial notícias de hoje auxilio emergencial novo calendario auxílio emergencial prorrogado auxilio.caixa.gov .br cadastro único calendário de pagamento do auxílio emergencial calendário do auxílio emergencial de 2021 cidadania auxílio emergencial consulta como cancelar o auxílio emergencial Como deve proceder quem não tem Cadastro Único no Governo Federal? Como devem proceder os microempreendedores individuais (MEI)? como fazer o cadastro do auxílio emergencial como ficou o auxílio emergencial para 2021 como saber se tenho que devolver o auxílio emergencial como solicitar o auxílio emergencial Como verificar auxílio emergencial? data da 3 parcela do auxílio emergencial 2021 data de pagamento do auxílio emergencial 2021 dataprev auxílio emergencial consulta dataprev auxílio emergencial consultar cpf dataprev auxílio emergencial site consulta dataprev consulta benefício auxílio emergencial em análise devolução auxilio emergencial E quem está no Cadastro Único mas não integra o Bolsa Família? O que é o auxílio emergencial? Paulo Guedes PAULO GUEDES AUXÍLIO pec do auxílio emergencial prorrogação do auxílio emergencial qual aplicativo para se cadastrar no auxílio emergencial Qual o valor que ficou auxílio emergencial? quando começa a pagar o auxílio emergencial 2021? Quando posso sacar o benefício? quando vai começar a pagar o auxílio emergencial quando vai começar a pagar o auxílio emergencial 2021? quando vai ser pago o auxílio emergencial Quantos meses de auxílio emergencial? quem deve devolver o auxílio emergencial quem tem direito ao auxílio emergencial 2021? Quem tem direito ao benefício? quem vai receber o auxílio emergencial em 2021 quem vai ter direito ao auxílio emergencial em 2021 resultado da votação do auxílio emergencial Sou beneficiário do Bolsa Família. Posso receber o auxílio emergencial? tabela da segunda parcela do auxílio emergencial tabela pagamento auxilio emergencial tabela pagamento auxilio emergencial 2021 última notícia do auxílio emergencial últimas notícias de hoje auxílio emergencial ultimas noticias do auxilio emergencial últimas notícias sobre a prorrogação do auxílio emergencial últimas notícias sobre o auxílio emergencial 2021 Updated votação do auxílio emergencial votação do auxílio emergencial 2021 www auxílio emergencial www dataprev.gov.br auxilio emergencial